Sindicato aponta descumprimento de prevenção entre servidores de Cachoeirinha

Sindicato aponta descumprimento de prevenção entre servidores de Cachoeirinha

Estagiária da PGM, setor que funciona no prédio administrativo, foi diagnosticada com a Covid-19 na semana passada

Fernanda Bassôa

Medidas de higienização serão adotadas pela prefeitura de Cachoeirinha

publicidade

O Sindicato dos Municipários de Cachoeirinha entregou nesta segunda-feira um ofício no gabinete do prefeito Miki Breier e também na Câmara de Vereadores cobrando fiscalização mais rígida e cumprimento das medidas preventivas para o contágio da Covid-19 entre os servidores que atuam nas dependências do prédio da prefeitura.

Semana passada, uma estagiária que atua na Procuradoria-Geral do Município (PGM) foi diagnosticada positivo para o novo coronavírus. Membro da diretoria executiva do Sindicato, Mariana Mahlmann Feijó, conta que o rodízio entre os servidores não funciona como deveria e não há respeito com o distanciamento social dentro dos setores. O Simca exige a interdição imediata do prédio do Executivo para desinfecção de todos os setores e a testagem dos trabalhadores que nela circulam. 

“Na sexta-feira (22) foi confirmado mais um caso de Covid-19 dentre os servidores que trabalham no prédio administrativo, mesmo local onde os primeiros casos do município foram atestados, inclusive o do vice-prefeito Maurício Medeiros. A administração está agindo com descaso para evitar qualquer tipo de contaminação entre seus funcionários e/ou as pessoas que circulam no prédio. A confirmação veio justamente na mesma semana que o Executivo determinou o retorno dos servidores acima de 60 anos às atividades presenciais, mantendo afastados apenas aqueles que apresentem laudo comprovando comorbidade.”

Mariana ainda explica que a entrada de idosos, que por decreto deveria acontecer apenas entre às 9h e 11 horas, não está sendo cumprida.

“São pessoas extremamente vulneráveis que estão em meio a uma pandemia compartilhando o espaço com o restante da população que também busca o atendimento presencial. Além disso, muitas outras normas estabelecidas no decreto estão sendo negligenciadas, o que está resultando em aglomerações.”

Mariana, que também trabalha dentro do centro administrativo no setor da Fazenda, frisa que manter o atendimento na forma presencial nas dependências da prefeitura é uma escolha arbitrária do Executivo, considerando que todas as atividades podem ser realizadas na modalidade tele-trabalho, visto que o sistema utilizado pelas secretarias funciona de forma totalmente online.

Manifestação da prefeitura 

A prefeitura de Cachoeirinha informou que a estagiária está afastada das funções e em isolamento domiciliar. Além disso, equipes da Vigilância estão na busca ativa e monitoramento de todos os que tiveram contato com ela. A assessoria de comunicação da prefeitura ainda informou que ao menor sinal de sintomas, todos serão testados, conforme protocolo do MS para casos de contágio em trabalho. 

Além disso, esclareceu que todos os servidores que pertencem ao grupo de risco estão afastados e que o vice-prefeito teve sim diagnóstico de coronavírus, mas já está curado. Medidas de higienização serão adotadas pela prefeitura.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895