Sindipetro promove ação com botijão de gás a metade do preço em Esteio

Sindipetro promove ação com botijão de gás a metade do preço em Esteio

Ação ocorreu em vários estados brasileiros e serviu de apoio aos caminhoneiros que pretendiam paralisar nesta segunda

Christian Bueller

Ação do Sindipetro contou a parceria da ong Drive Thru da Solidariedade

publicidade

O Sindicato dos Petroleiros do RS (Sindipetro-RS) promoveu a mais uma edição da campanha “Gás a Preço Justo”, nesta segunda à tarde, no Centro de Esteio. Foram vendidos cem botijões de gás de cozinha de 13kg ao valor de R$ 35, metade do preço. A ação aconteceu em vários estados brasileiros, coordenados pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) e também serviu como apoio aos caminhoneiros que pretendiam participaram da greve desta segunda-feira.

Todas as senhas para a aquisição do botijão com desconto foram entregues aos clientes que reservaram seu lugar na fila com horas de antecedência. Nem mesmo o forte calor diminuiu a disposição de quem levou seu casco vazio para a avenida Padre Claret, esquina com a rua Passo Fundo, na expectativa pelo desconto. “Que tenham mais ações como esta. Mas, além disso, o povo tem que acordar. Se pagamos esse valor aqui, podemos continuar pagando menos”, disse a comerciante Silvana Soares, que reiterou, ainda, a contrariedade com a venda da Refinaria Alberto Pasqualini, em Canoas.

Este é o objetivo da campanha, segundo o Sindipetro, vender o gás de cozinha a um preço mais baixo do que o praticado atualmente no mercado. “A grande procura mostra a necessidade da população”, contou a diretora da entidade, Miriam Cabreira. A proposta leva em consideração o custo de produção nacional, o lucro das distribuidoras, revendedoras, da Petrobras e a arrecadação dos impostos dos estados e municípios. “Principalmente, na pandemia, quando se aumenta os preços de todos os produtos, vemos que a Petrobras pode e deve cobrar menos pelos combustíveis, basta cumprir o papel de estatal dela. Não terá prejuízo e, ao mesmo tempo, não sangra a população com valores exorbitantes”, ressaltou.

A ação do Sindipetro contou a parceria da ong Drive Thru da Solidariedade, de Esteio, grupo de amigos e entidades que se reuniram para ajudar famílias em situação de vulnerabilidade. “De março, quando iniciamos, para cá, conseguimos ajudar 1.200 famílias com doações. E, mais uma vez, pudemos fazer mais essa parceria com o sindicato”, explicou Elieti Kintschner, responsável pela organização, que sediou ação.

Mais cedo no mesmo dia, representantes do Sindipetro estiveram em frente a Refap, em Canoas, para uma manifestação pela redução dos preços dos derivados de petróleo e contra a negociação que envolveu a refinaria gaúcha.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895