Trensurb opera com nova tabela de horários a partir desta segunda-feira

Trensurb opera com nova tabela de horários a partir desta segunda-feira

Mudança se deve a demanda que o metrô que atingiu sua maior média diária de passageiros desde o início da pandemia

Correio do Povo

Trensurb terá a partir de segunda-feira novas tabelas horárias para circulação dos trens

publicidade

A partir desta segunda-feira a Trensurb passa a utilizar novas tabelas horárias para circulação dos trens nos dias úteis, buscando melhor adequar a oferta de serviço à demanda de usuários. A mudança vem em um momento em que a demanda do metrô atinge sua maior média diária de passageiros desde o início da pandemia: na semana de 5 a 9 de julho, foram 88.920 usuários transportados por dia útil. O número ainda é 43,6% menor que a média por dia útil da primeira quinzena de março de 2020 (157.636), antes do decreto de calamidade pública do Governo do Estado.

De acordo com o diretor de Operações da Trensurb, Luis Eduardo Fidell, “essa nova grade de trens foi estudada entre todas as áreas envolvidas e o principal foco foi prestar um melhor serviço para o usuário. Como verificamos, mesmo estando muito abaixo da demanda antes da pandemia, estamos tendo uma tendência de aumento e precisávamos nos adequar a essa situação de forma assertiva”. O diretor explica que o uso de trens acoplados (com oito carros ao invés dos quatro usuais) será concentrado nos momentos de maior fluxo, diminuindo a ocupação dos veículos, e o intervalo também será reduzido nos horários de menor movimento.

As novas tabelas horárias – elaboradas considerando os decretos municipais que limitam a ocupação do transporte público a 60% da lotação máxima – contam com um incremento de 181 para 240 viagens nos dias úteis. Na hora mais movimentada da manhã (das 6h30 às 7h30), no sentido de maior fluxo (Novo Hamburgo – Mercado), há um aumento de 14% na oferta de lugares.

No momento de pico do final da tarde (das 17h30 às 18h30) do sentido Mercado – Novo Hamburgo, o incremento na oferta é de 17%. O intervalo mínimo entre viagens permanece sendo de cinco minutos no horário de pico da manhã e diminui de sete para seis minutos no pico da tarde. Nos chamados horários de menor movimento, os intervalos são reduzidos de 15 para 12 minutos.

Até sete composições acopladas devem operar simultaneamente nos horários de pico, totalizando 26 trens em operação. Todas as partidas ao longo do dia passam a ser das estações terminais Mercado e Novo Hamburgo, sendo suspensas as viagens partindo da Estação Sapucaia. A Trensurb irá seguir monitorando a situação do sistema e mantendo trens reservas preparados para entrar em operação em caso de necessidade.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895