Uso de máscaras deixa de ser obrigatório em Bagé

Uso de máscaras deixa de ser obrigatório em Bagé

Medida foi tomada em função dos índices de vacinação na cidade

Angélica Barcellos

publicidade

A Prefeitura de Bagé publicou, na tarde desta segunda-feira, um decreto que desobriga o uso de máscaras de proteção contra o coronavírus em ambientes abertos ou fechados. No mesmo documento, é recomendada a utilização do item de proteção para aqueles que possuem sintomas gripais ou que tiveram contato com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 nas últimas 48 horas. O último grupo deve manter isolamento ou quarentena conforme orientação do serviço de saúde.

Também é recomendado o uso por aqueles que possuem fatores de risco para agravamento da Covid-19 e aquelas que frequentem locais fechados, como transporte público. O decreto também reforça a adoção de  medidas de higiene, etiqueta respiratória e o distanciamento mínimo de 1 metro entre as pessoas, evitando aglomerações.

Veja Também

Permanece obrigatório o uso de máscaras em hospitais e em ambientes de demais serviços de saúde. A medida foi tomada em função dos índices de vacinação na cidade. Bagé está com 101,4% da população adulta vacinada com a primeira dose, 94,1% com a segunda e 56,4% com a terceira, tendo uma população total de  120 mil habitantes.

No caso das crianças de 5 a 11 anos, mais de 8,5 mil estão com a primeira dose e 1,5 mil com a segunda. A  ocupação hospitalar também é baixa. Dos 20 leitos de enfermaria na Santa Casa, seis estão ocupados, sendo quatro por moradores da cidade. Todos os leitos de UTI estão desocupados.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895