Vale do Rio Pardo busca recursos para o cercamento eletrônico

Vale do Rio Pardo busca recursos para o cercamento eletrônico

A iniciativa prevê a instalação de mais 530 pontos em três fases

Otto Tesche

publicidade

O Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale) retomou as tratativas do projeto de videomonitoramento e cercamento eletrônico da região. A iniciativa prevê a instalação de mais 530 pontos em três fases. O investimento total é de R$ 21 milhões.

O Cisvale aguarda a aprovação do projeto, protocolado em dezembro do ano passado, no Programa de Incentivo ao Aparelhamento da Segurança do RS (Piseg/RS), para que empresas possam destinar até 5% do ICMS devido para a compra das câmeras e equipamentos. A diretoria já recebeu um aceno positivo sobre a parte técnica e deve solicitar uma reunião com o governador Eduardo Leite para tratar de algumas prioridades e encaminhamentos ainda necessários. Se aprovado, os prefeitos já programam também uma série de encontros com entidades empresariais da região.

Outra opção para arrecadar os recursos necessários à implantação da proposta é a mobilização de deputados da região. “Fazer o projeto de videomonitoramento e cercamento eletrônico sair do papel é a prioridade número um da minha gestão no Cisvale. Uma região mais segura significa mais investimentos, geração de emprego e renda, e principalmente mais qualidade de vida”, afirmou a prefeita de Santa Cruz do Sul e presidente do Cisvale, Helena Hermany.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895