Venda de chocolates supera a expectativa em Gramado
capa

Venda de chocolates supera a expectativa em Gramado

Setor registrou queda menor do que a prevista para a Páscoa deste ano

Por
Halder Ramos

Segundo a Achoco, entre 40% e 50% das 1,2 toneladas produzidas, não foram vendidas.


publicidade

O setor de chocolates caseiros de Gramado, registrou queda menor do que a prevista na Páscoa 2020. Conforme a Associação da Indústria de Chocolates (Achoco) do município, entre 40% e 50% das 1,2 toneladas produzidas não foram comercializadas. “Nossa estimativa inicial era não conseguir vender 85% da produção pela pandemia do novo coronavírus. No entanto, tivemos boa receptividade do público local, que comprou chocolates das fabricantes locais”, afirma Jaderson de Souza, presidente da Achoco.

Além das vendas locais, Souza pontua que as estratégias de comercialização pela internet e a flexibilização dos decretos de prevenção ao vírus, que permitiu a abertura das lojas de chocolate em Gramado, contribuíram para a melhora nas vendas de Páscoa. “O turismo ainda está totalmente parado, com hotéis e parques fechados. O carinho do público local com as empresas da cidade e as vendas online deram um alento ao setor”, avalia o dirigente.


O empresário Joel Arnold, proprietário de uma fábrica de chocolates em Gramado, destaca que as vendas de última hora surpreenderam e ajudaram a amenizar os prejuízos. “No começo da semana passada, estávamos cogitando inclusive fechar as portas. No entanto, o serviço de tele-entrega e a permissão para abertura das lojas deram novo fôlego nas vendas na reta final”, afirma Arnold.