Vigilância em Saúde reforça alerta para evitar propagação da dengue em São Leopoldo

Vigilância em Saúde reforça alerta para evitar propagação da dengue em São Leopoldo

Aumento da temperatura após período de chuva preocupa equipes do município

Agentes de combate às endemias monitoraram os chamados pontos estratégicos nesta terça

publicidade

Preocupada com o aumento das temperaturas após um período de chuvas, o que auxilia para o desenvolvimento das larvas do mosquito aedes aegypti, a Vigilância em Saúde de São Leopoldo pede atenção redobrada aos moradores com água parada em casa já que por conta do estado de calamidade decretado em função do novo coronavírus, a realização do Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti (Liraa) não está ocorrendo. 

No início do ano, a pesquisa inicial apontou risco alto para focos do mosquito que é o transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika. Nesta terça-feira, agentes de combate às endemias monitoraram os chamados pontos estratégicos que compreendem oficinas mecânicas, ferros-velhos, floriculturas e outros estabelecimentos nos bairros Campina e Santos Dumont. A ação deve seguir em mais regiões da cidade ao longo dos próximos dias. 

A Vigilância Ambiental também recebe denúncias feitas pela população, envolvendo água parada ou descarte irregular de lixo que possa vir a gerar focos do mosquito. As informações podem ser repassadas através da Ouvidoria, de segunda a sexta-feira, através do telefone 156, ou por mensagem de WhatsApp pelo (51) 99891-0766.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895