Co-fundador do Android deixa a Google
capa

Co-fundador do Android deixa a Google

Andy Rubin estava na empresa desde 2005, quando a companhia comprou a Android Inc

Por
AFP

publicidade

O homem por trás do sucesso do Android, o sistema operacional para smartphones mais usado no mundo, decidiu deixar a Google, confirmou o grupo de internet dos Estados Unidos. Andy Rubin foi incorporado à Google em 2005, quando a companhia comprou a Android Inc, que na época era apenas uma pequena start-up. A partir de então o sistema Android, que Andy Rubin continuou supervisionando na Google até o ano passado, atingiu níveis expressivos.

A Google atualmente permite que uma série de fabricantes de smartphones e de tablets utilizem seu sistema operacional, a começar pela sul-coreana Samsung. Segundo estimativas divulgadas nesta sexta-feira pela empresa Strategy Analytics, 83,6% dos smartphones vendidos em escala mundial no terceiro trimestre funcionam com Android, contra 12,3% com o iOS (sistema operacional do iPhone da Apple), 3,3% com Windows (Microsoft) e 0,7% com BlackBerry.

No ano passado, Rubin assumiu a direção da equipe de robótica da Google. Este é um dos novos nichos de investimento do grupo na internet, que fez várias aquisições na área. Agora, a companhia pretende se dedicar a um projeto de incubadora de empresas especializadas em smartphones.