Aneel mantém conta de luz na bandeira verde em junho, sem cobrança de tarifa adicional

Aneel mantém conta de luz na bandeira verde em junho, sem cobrança de tarifa adicional

Taxa extra de R$ 14,20 por 100 kWh consumidos foi cobrada entre setembro de 2021 e 15 de abril, por causa da escassez hídrica

R7

Conta de luz não deve ter tarifa adicional

publicidade

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira, 27, que manterá a bandeira verde acionada em junho para todos os consumidores do país. Com a decisão, as contas de luz seguem sem cobrança adicional no próximo mês.

Em nota, a agência informou que a bandeira verde indica "condições favoráveis de geração de energia". A tendência, de acordo com agentes do setor elétrico, é que o patamar seja mantido nos próximos meses.

A bandeira verde está em vigor desde 16 de abril. De setembro de 2021 a 15 de abril, os consumidores pagaram um adicional de R$ 14,20 por 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos, referente a bandeira escassez hídrica. O patamar foi criado no ano passado devido à grave escassez nos principais reservatórios.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015 para indicar aos consumidores os custos da geração de energia no país, e atenuar os reajustes das tarifas e o impacto nos orçamentos das distribuidoras de energia.

A bandeira verde, aplicada quando não há cobrança adicional, significa que o custo da produção de energia está baixo. Já as bandeiras amarela e vermelha 1 e 2 representam um aumento no custo da geração, e a necessidade de acionar as usinas térmicas. Todo esse ciclo está ligado, principalmente, ao volume de água nos reservatórios das usinas hidrelétricas e à quantidade de chuvas.


Azeite gaúcho é destaque global

Agroindústria de Viamão recebe no Japão título de melhor blend, entre outros prêmios

Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895