Arábia Saudita aumentará capacidade máxima de produção de petróleo a 13 milhões de barris diários
capa

Arábia Saudita aumentará capacidade máxima de produção de petróleo a 13 milhões de barris diários

Anúncio ocorre em meio a contexto de guerra de preços com a Rússia

Por
AFP

Petroleira Saudi Aramco anuncia aumento na produção de petróleo


publicidade

A petroleira nacional saudita Saudi Aramco anunciou nesta quarta-feira que aumentará sua capacidade máxima de produção em um milhão de barris ao dia, até alcançar 13 milhões diários, em um contexto de guerra de preços com a Rússia. O anúncio foi feito um dia depois do país, maior exportador mundial de petróleo, tomar a decisão de aumentar sua produção a partir de abril em 2,5 milhões, para um total de 12,3 milhões de barris diários, um volume recorde.

"A Saudi Aramco anuncia que recebeu uma diretriz do ministério da Energia para aumentar sua capacidade máxima sustentável de 12 milhões de barris diários a 13 milhões de barris diários", afirmou a empresa em um comunicado enviado à Bolsa saudita.

O presidente da Aramco, Amin Al Naser, explicou que a empresa dedicará todos os recursos para alcançar rapidamente esta capacidade de produção. Normalmente o aumento da capacidade de produção exige muito tempo e bilhões de dólares de investimento.

Na semana passada fracassaram as negociações entre a Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP), liderada pela 
Arábia Saudita, e a Rússia, cujo objetivo era cortar a produção e apoiar os preços. Após o fracasso, os sauditas reagiram com a redução dos preços de seu petróleo e anunciaram o aumento da produção, decisões que derrubaram a cotação do barril.


Também nesta quarta-feira, a petroleira Adnoc, dos Emirados Árabes Unidos, anunciou que está disposta a aumentar o fornecimento de petróleo em um milhão de barris por dia, até quatro milhões.