Banco Mundial corta projeção para PIB global e fala em estagflação

Banco Mundial corta projeção para PIB global e fala em estagflação

Previsão de crescimento cai de 4,1% para 2,9%

AE

Banco Mundial cortou projeção de PIB global

publicidade

Com os desdobramentos da guerra na Ucrânia e o registro de novos casos de covid-19, a economia mundial enfrenta crescente risco de estagflação - fenômeno definido como período prolongado de crescimento econômico lento combinado com inflação em alta. O alerta é do Banco Mundial, que cortou a previsão para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) do planeta em 2022 - de 4,1%, projetada em janeiro, para 2,9%.

Em relatório divulgado ontem, a instituição também reduziu a estimativa para o avanço da atividade no mundo em 2023, de 3,2% para 3%. Para 2024, a expectativa também é de alta de 3%.

"Para muitos países, a recessão será difícil de evitar", disse o presidente do Grupo Banco Mundial, David Malpass.

O Banco Mundial acredita que a inflação deve declinar no ano que vem, mas ainda deve ficar acima das metas dos BCs. O documento adverte que o cenário inflacionário pode causar uma acentuada desaceleração da economia global e, como consequência, deflagrar crises financeiras em mercados emergentes.

Brasil

O Banco Mundial também revisou a previsão para crescimento do PIB brasileiro em 2022, para 1,5%. Em janeiro, a instituição havia projetado que a maior economia da América Latina cresceria 1,4% este ano.

A entidade, por outro lado, cortou drasticamente a estimativa para a expansão econômica do Brasil em 2023, de 2,7% para 0,8%. Para 2024, a expectativa é de um avanço de 2%.

Segundo a análise, após um começo de ano "sólido", o País deve registrar enfraquecimento das condições, com a inflação elevada pressionando mais a renda das famílias. A estagnação de investimentos de empresas e as incertezas políticas também são citadas como responsáveis pelo cenário.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895