Braskem registra resultado operacional recorrente de R$ 9,4 bilhões no segundo trimestre

Braskem registra resultado operacional recorrente de R$ 9,4 bilhões no segundo trimestre

Receita líquida de vendas alcançou R$ 26,4 bilhões, crescimento de 16% em relação ao primeiro trimestre desse ano

Taís Teixeira

Receita líquida de vendas alcançou R$ 26,4 bilhões, aumento de 16% ante ao 1º trimestre deste ano

publicidade

A Braskem anunciou que fechou o segundo trimestre deste ano um forte resultado operacional recorrente. A receita líquida de vendas alcançou R$ 26,4 bilhões, crescimento de 16% em relação ao primeiro trimestre desse ano e de e de 136%  acima do  segundo trimestre de 2020. O lucro líquido foi de R$ 7,4 bilhões, 198% maior do que no trimestre anterior.

No trimestre, o resultado operacional recorrente foi de R$ 9,4 bilhões, 35% superior ao trimestre anterior e 522% acima do mesmo período do ano passado.Os números foram apresentados, nesta quinta-feira, na coletiva de imprensa pelo vice- presidente de Finanças, Suprimentos e Relações Institucionais da petroquímica, Pedro Freitas, que afirmou esse foi o melhor trimestre da Braskem, que ele classificou como “extraordinário”.

Freitas também destacou que as vendas de polipropileno para os Estados Unidos aumentaram 26% em relação ao segundo trimestre de 2020, crescimento que também se verificou nas vendas para a  Europa, que foram 14% mais altas na comparação com o mesmo ciclo do ano passado.

A melhoria dos spreads internacionais e o maior volume de vendas de polipropileno nos EUA e de polietileno no México geraram esse resultado operacional. No mercado brasileiro, a Braskem registrou um declínio de 7% na demanda por resinas no segundo trimestre quando comparado ao primeiro trimestre do ano. Essa queda ocorreu principalmente pela normalização da retomada em alguns segmentos da economia, como construção civil, embalagens, bens de consumo, entre outros.

A Braskem concluiu uma série de operações no segundo trimestre, totalizando US$ 643 milhões para reduzir a dívida bruta. Além disso, em julho, a companhia terminou o resgate total do bônus no montante de US$ 255 milhões e o pré-pagamento do empréstimo bancário no valor de US$ 100 milhões, com vencimento em 2022.

Em maio, a agência de classificação de risco Fitch Ratings alterou a perspectiva do rating da Braskem para positiva, no nível de risco em escala global de BB+. No mês de julho, a agência Moody's alterou a perspectiva do rating da Braskem para estável, no nível de risco em escala global de Ba1.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895