Caixa lança ação de renegociação de dívidas com até 90% de desconto

Caixa lança ação de renegociação de dívidas com até 90% de desconto

Campanha "Você no Azul" abrange 3 milhões de pessoas físicas e 359 mil empresas, sendo que mais da metade tem dívidas de até R$ 3 mil

R7

Condições variam conforme a modalidade de crédito contratada e o período de atraso

publicidade

A Caixa lançou nesta quarta-feira a campanha "Você no Azul 2020" para renegociação de dívidas. A ação, que será realizada até 31 de dezembro 2020, oferece condições especiais a clientes do banco para pagamento de dívidas em atraso e beneficia pessoas físicas e empresas.

A "Você no Azul" abrange 3 milhões de pessoas físicas e 359 mil empresas. Mais da metade dos clientes tem dívidas de até R$ 3 mil. O público alvo são aqueles que estejam com dívidas vencidas entre R$ 50 e R$ 5 milhões.

As condições variam conforme a modalidade de crédito contratada e o período de atraso. Os descontos para pagamento à vista podem chegar até a 90% do valor da dívida.

Aqueles que renegociarem seus contratos contam com o benefício da retirada do nome dos cadastros restritivos externos. “A campanha traz um alívio para os clientes que estão com dificuldade de pagamento”, afirma o presidente do banco, Pedro Guimarães.

Como fazer

- O cliente pode renegociar seu contrato pelo WhatsApp no número 0800 726 0104, opção 3; pelo telefone no número 0800 726 8068, opção 8, ou pelo site www.caixa.gov.br/negociar.

- Além disso, uma novidade da campanha é que, além de poder contar com toda a rede de agências do banco, os clientes também encontram os benefícios da campanha Você no Azul nas unidades lotéricas para valores até R$ 2 mil. Basta informar o CPF para pagar a dívida.

- Quem preferir, pode solicitar atendimento pelas redes sociais do banco. As condições estão disponíveis também pelo Twitter (twitter.com/caixa) e pelo Messenger do Facebook (facebook.com/caixa).

- Cinco caminhões percorrerão todas as regiões do país durante a campanha.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895