Comissão aprova convite para Aneel esclarecer reajuste de luz

Comissão aprova convite para Aneel esclarecer reajuste de luz

Câmara dos Deputados aprovou ontem a urgência ao projeto que quer sustar os reajustes de energia considerados abusivos

Mariana Londres, do R7

Comissão aprova convite para Aneel esclarecer reajuste de luz

publicidade

A Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados aprovou convite a representante da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) para discutir os reajustes da energia elétrica. A audiência deve ocorrer na próxima quinta-feira. Também foram aprovados requerimentos para ouvir representantes da Enel, no Ceará, da Copel e da Cemig.

Deputados estão pressionando a Aneel a rever os reajustes de energia que em alguns estados, como o Ceará, estão perto dos 25%. Para forçar a discussão dos reajustes, aprovaram nesta terça a urgência ao "PDL da Aneel" (PDL 94/2022), por 410 votos a 11.

O placar da urgência já mostra o tamanho da pressão sobre a agência e o perigo de aprovação em ano eleitoral, com eleitores atordoados com as contas de luz que estão chegando, pressionando os seus representantes que estão em campanhas de reeleição. Antes da votação da urgência nesta terça, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), sinalizou que governo e aliados querem evitar que a população culpe o governo pelos reajustes. 

“A votação da urgência do PDL forçará a discussão do MME e Aneel a virem à mesa para que esse aumento seja, ao menos, esclarecido. A responsabilidade de quem deu, por que deu e que cláusulas contratuais permitiram que os aumentos fossem feitos. E não apenas a guerra de narrativas de que o governo federal que está aumentando, ou de que a concessionária que está aumentando. Assim que for aprovada a urgência, a Aneel será convocada para que, antes da votação do mérito, tenhamos a oportunidade de discutir o texto”, disse. Há cerca de um mês, o presidente Bolsonaro fez críticas às agências reguladoras.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895