Conselho de Eletrobras aprova condições de acordo sobre dívida com Petrobras

Conselho de Eletrobras aprova condições de acordo sobre dívida com Petrobras

Petrolífera tem até a próxima segunda-feira para avaliar termos de negociação

AE

Petrolífera tem até a próxima segunda-feira para avaliar termos de negociação

publicidade

O Conselho de Administração da Eletrobras aprovou nesta sexta-feira as condições do acordo a ser firmado com a Petrobras, Petrobras Distribuidora (BR) e a Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) relacionadas a dívidas e obrigações pelo fornecimento de óleo e gás para as distribuidoras de energia controladas pela estatal elétrica na região norte do País, que são estimadas em R$ 20 bilhões. Os detalhes do acordo não foram divulgados.

Conforme comunicado enviado ao mercado pela Eletrobras, "a perspectiva é que a Petrobras avalie os termos finais da referida negociação até a próxima segunda-feira, 30 de abril". A data, conforme destaca a companhia elétrica, é o prazo limite para que a estatal conclua a chamada desverticalização da Amazonas Energia, isto é, a separação das atividades de geração e transmissão das atividades de distribuição. A cisão também é necessária para a privatização desta distribuidora.

Em recente entrevista ao Jornal Estado de São Paulo, o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, comentou que a desverticalização entre Amazonas D e Amazonas GT "está feita" e para a sua total efetivação falta apenas a cessão do contrato para a holding, que, por sua vez, depende do acordo com a Petrobras.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895