Em disputa entre Glorinha e Santo Antônio, empresa muda local de futuro empreendimento

Em disputa entre Glorinha e Santo Antônio, empresa muda local de futuro empreendimento

Investimento para os próximos dois anos deve injetar cerca de R$ 500 milhões na economia gaúcha

Gabriel Guedes

publicidade

A D&E Transportes e Logística, que existe há 10 anos e tem sede em Rolante, no Vale do Paranhana, e filiais nos principais portos do País, anunciou recentemente um importante investimento para os próximos dois anos, que deve injetar cerca de R$ 500 milhões na economia gaúcha.

A empresa, que instalará o centro logístico Conexão Sul Brasil Armazenagens à beira da Freeway (BR 290), estava em tratativas com o município de Santo Antônio da Patrulha, chegando inclusive a anunciar ter fechado um acordo prévio para aquisição de uma área para empreendimento. Mas em uma reviravolta, o município de Glorinha conquistou o empreendimento, oferecendo a mesma área, de 25 hectares, R$ 700 mil mais em conta do que a oferta feita pela cidade vizinha.

Com aporte de capital internacional, de investidores norte-americanos e europeus, o empreendimento, que deve ficar pronto em 24 meses a partir da aquisição da área que irá sediá-lo, gerará 500 empregos diretos e 1 mil indiretos. “Em Santo Antônio da Patrulha, nos ofereceram por R$ 1 milhão pela área. Mas Glorinha é um município que realmente precisa de trabalho e renda e estaremos bem situados, ao lado da Freeway e próximo do acesso ao município”, afirma o diretor operacional da empresa, Eleandro Goulart.  

O prefeito de Glorinha, Paulo Corrêa, comemora a conquista. “Para o nosso município é muito interessante, para promover o desenvolvimento econômico. Oferecemos uma área distante um quilômetro da Freeway. Mas eles insistiram em uma terra mais próxima da rodovia. Mas há uns sete dias atrás, conseguimos a área para a empresa, que inclusive já abriu escritório aqui”.

Eleandro lembra que foi estabelecida uma parceria com a Mecalux, uma das companhias líderes no mercado mundial de sistemas de automação de armazenagem, para fazer do empreendimento, o segundo mais moderno do mundo. A Conexão Sul Brasil Armazenagens vai operar com cargas refrigeradas, como carnes. Serão 140 mil posições de armazenagem congelada e outras 30 mil secas. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895