Embraer estima que conclusão da operação com a Boeing ocorra no início de 2020
capa

Embraer estima que conclusão da operação com a Boeing ocorra no início de 2020

Comissão Europeia sinalizou que pretende iniciar uma investigação mais aprofundada sobre a fusão

Por
AE

Dentre as ações está a fabricação de peças para a indústria de ventiladores e respiradores

publicidade

A Embraer estima que a conclusão da operação com a Boeing ocorra no início de 2020. O fechamento da operação tinha estimativa inicial de ocorrer ainda neste ano. Por outro lado, a companhia diz que implementará a segregação interna do negócio de aviação comercial a partir do final deste exercício social.

"As partes continuam a trabalhar de forma diligente e cooperativa para consumar a operação no menor prazo possível", afirma a Embraer em fato relevante sobre a atualização da parceria aprovada em fevereiro passado pelos acionistas da fabricante de aeronaves brasileira.

Ainda faltam determinadas aprovações de autoridades concorrenciais e satisfação de algumas condições para a consumação do negócio. Como noticiado na semana passada, a Comissão Europeia sinalizou que pretende iniciar uma investigação mais aprofundada sobre a fusão, e que provavelmente a decisão de iniciar a Fase II da apuração se tornará pública nesta sexta-feira, quando vence o prazo de investigação na Fase I.

"Até que tais aprovações sejam obtidas e as demais condições sejam satisfeitas, não há garantias quanto à consumação da operação ou ao prazo para sua conclusão", diz a nota da Embraer.