Faturamento de supermercados foi de R$ 378 bilhões em 2019, diz Abras

Faturamento de supermercados foi de R$ 378 bilhões em 2019, diz Abras

Crescimento no último ano foi de 2,5%, apontou o balanço do Ranking Abras/SuperHiper

Christian Bueller

Grupo Zaffari foi único gaúcho na lista da 43ª edição do Ranking Abras/SuperHiper

publicidade

Setor que não parou durante a pandemia, os supermercados representam 5,2% do Produto Interno Bruto (PIB). Nesta semana, saiu o balanço do segmento em 2019, quando o novo coronavírus ainda não havia se espalhado pelo mundo. 

O faturamento foi de R$ 378,3 bilhões, um crescimento nominal de 6,4% na comparação com 2018. Os dados são da 43ª edição do Ranking Abras/SuperHiper, elaborado pelo Departamento de Economia e pesquisa da Associação Brasileira de Supermercados, em parceria com a empresa Nielsen.   

Os números foram divulgados em uma live promovida pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Em valores reais, o crescimento no último ano foi de 2,5%. “O ano de 2019 foi um muito significativo para os supermercadistas, principalmente, pela melhoria no ambiente de negócios, com início de importantes mudanças estruturais voltadas ao incentivo à simplificação e desburocratização. Isso se refletiu no mercado de consumo e, consequentemente, no desempenho do varejo alimentar”, declarou o presidente da Abras, João Sanzovo.

Segundo o estudo, o setor encerrou 2019 com 89,8 mil lojas e 1.881,8 milhão de funcionários diretos ante 1.853,1 milhão registrado em 2018, gerando 28,7 mil vagas de emprego no país. 

Quem apresentou os números o foi gerente de serviço de varejo da Nielsen, Daniel Souza, que também mostrou as expectativas para o segmento em 2020, pós-pandemia. “A projeção, antes da Covid-19, era de um crescimento para este ano entre 2,2% e 2,5%. Mas, agora, a expectativa é de queda de 6,26%”, revelou Souza.

Grupo Zaffari 

O evento online, ainda, anunciou as 20 maiores empresas do setor no país. Mais uma vez, o Grupo Zaffari foi único gaúcho na lista, subindo uma posição em relação a 2018. Ficou na sétima posição com um faturamento bruto de R$ 5,4 bilhões no ano passado.

No primeiro lugar no ranking aparece o Carrefour, de São Paulo, com R$ 62,2 bilhões de lucro, seguido pelo Grupo Pão de Açúcar (SP) com R$ 61,5 bilhões, o Cencosud Brasil Comercial (SP), Irmãos Muffato & Cia Ltda (Paraná), SDB Comércio de Alimento Ltda (SP) e Supermercado BH Comércio de Alimentos (MG).


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895