Guedes interrompe férias para participar de reunião ministerial

Guedes interrompe férias para participar de reunião ministerial

Titular da pasta da Economia foi convocado, junto a outros ministros, um dia após Bolsonaro dizer que país está ''quebrado''

Correio do Povo

Paulo Guedes tem férias agendadas até sexta-feira

publicidade

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro ter dito que o país está "quebrado" e que não conseguia "fazer nada" para melhorar a situação do país, o titular da pasta da Economia, Paulo Guedes, foi convocado para participar da primeira reunião ministerial no Palácio do Planalto.

O encontro não constava na agenda oficial de nenhum dos ministros presentes no encontro - a reportagem da Record TV contou 17 titulares do primeiro escalão de Bolsonaro mais o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. Guedes tinha férias agendadas até sexta-feira. A assessoria de imprensa de Paulo Guedes informou à Record TV que, oficialmente, o ministro continua de férias.

Veja Também

Bolsonaro deixou o Palácio da Alvorada por volta de 7h rumo ao Planalto, onde ocorre a reunião. Não se sabe qual ou quais temas serão tratados. Na terça-feira, o presidente reclamou a apoiadores que o país estava "quebrado" e muitas coisas que tentava fazer não conseguia. Pouco depois, Guedes afirmou que Bolsonaro se referia apenas ao serviço público e não à situação econômica do Brasil.

"O Brasil está quebrado, chefe", disse a um apoiador na saída do Palácio da Alvorada, em Brasília, nesta segunda-feira. O presidente complementou citando a pandemia de Covid-19 e fazendo críticas à imprensa: "Eu não consigo fazer nada. Eu queria mexer na tabela de imposto de renda. Esse vírus, potencializado por essa mídia sem caráter que nós temos... é um trabalho incessante de desgastar para voltar alguém e atender os interesses escusos da mídia."


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895