JBS anuncia investimento de R$ 1,7 bilhão em unidades produtivas gaúchas

JBS anuncia investimento de R$ 1,7 bilhão em unidades produtivas gaúchas

Serão beneficiadas sete cidades com fábricas e granjas da marca Seara

Correio do Povo

Serão beneficiadas sete cidades com fábricas e granjas da marca Seara

publicidade

A multinacional JBS anunciou, nesta quarta-feira, um plano que prevê investimento de R$ 1,7 bilhão em sete municípios gaúchos até 2023. A empresa, que hoje está presente em 25 cidades do Rio Grande do Sul, vai aplicar os recursos nas unidades produtivas da marca Seara nas cidades de Trindade do Sul, Passo Fundo, Caxias do Sul, Seberi, Nova Bassano, Bom Retiro e Santa Cruz do Sul. Ao divulgar o plano, em transmissão virtual com o governador Eduardo Leite e demais autoridades de Executivo e Legislativo gaúcho, a JBS se comprometeu na geração de 2,7 mil novos empregos.

O segmento de produção de aves deverá receber a maior concentração dos recursos, com 35% do total do valor. Essas unidades estão presentes em Trindade do Sul, Passo Fundo, Nova Bassano e Caxias do Sul. De acordo com o presidente da JBS, Wesley Batista Filho, este segmento do projeto está bem adiantado e deve entrar em operação ainda neste ano. 

O restante do orçamento previsto para investimento deverá ser dividido entre as unidades produtivas de suínos, presentes em Seberi, e alimentos preparados, situadas em Bom Retiro, Seberi e Santa Cruz do Sul. "Seberi vai ser o maior complexo da empresa no que se refere a suínos e alimentos preparados", adiantou o presidente da empresa.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Edson Brum, que também participou do anúncio virtual, agradeceu os investimentos e lembrou que o Estado é o maior exportador de proteína animal do Brasil.

Leite cita desburocratização 

Já o governador Eduardo Leite lembrou que o anúncio é fruto de uma política de desburocratização. "Reduzir o tempo para que o investidor tenha disponibilidade para aplicar seu recurso e obter o retorno o mais rápido possível, sem deixar de manter o zelo com o meio ambiente", afirmou.

Leite também ressaltou que os processos de privatizações devem ampliar "horizontes de investimentos robustos" e citou como exemplo mais de 1 mil quilômetros de estradas que devem ser levados à concessão até o fim deste ano. De acordo com ele, o investimento deve ser de R$ 3 bilhões.

Certificação internacional

O governador Eduardo Leite ainda anunciou, em videoconferência nesta quarta-feira, que o Rio Grande do Sul está apto a receber uma certificação internacional de um estado livre de febre aftosa sem vacinação. Com o reconhecimento, o Estado poderá acessar outros mercados que hoje necessitam da certificação e, assim, exportar proteína animal para novos países.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895