Lide Talks discute as perspectivas e os desafios dos shoppings centers para os próximos anos

Lide Talks discute as perspectivas e os desafios dos shoppings centers para os próximos anos

Encontro virtual teve a participação da Vander Giordano, do Grupo Multiplan, Charles William Krel, do Iguatemi, e Luis Gustavo de Oliveira Maia, do Grupo Masson

Jessica Hüble

Lide Talks debateu as perspectivas e dos desafios dos shoppings centers para os próximos anos

publicidade

A 22ª edição do Lide Talks, evento promovido pelo Grupo de Líder Empresariais do Rio Grande do Sul (Lide RS), tratou sobre as perspectivas e desafios dos shoppings centers para os próximos anos. Para falar sobre o assunto durante a transmissão virtual, o Lide RS contou com a participação do vice-presidente Institucional Grupo Multiplan, Vander Giordano; do vice-presidente de Operações do Grupo Iguatemi, Charles William Krell; e do CEO do Grupo Masson, Luis Gustavo de Oliveira Maia.

Conforme o presidente do Lide RS e mediador do Lide Talks, Eduardo Fernandez, diante das evidências de um novo normal em termos de tecnologia, inovação e mudanças culturais, tornou-se necessária a discussão do tema. “A ideia foi convocar dois dos principais grupos do País e um varejista também como o Grupo Masson que tem mais de 150 anos de história, para falar sobre os desafios dos shoppings centers em um período não pós-pandemia, mas com todas as mudanças e os desafios de um novo cenário com ferramentas como e-commerce, drive thrus e delivery. Abordamos quais as estratégias que serão traçadas para manter os consumidores conectados aos shoppings centers”, ressaltou.

Segundo Fernandez, as mudanças no setor já vinham ocorrendo nos últimos cinco anos, principalmente com relação às alternativas tecnológicas, mas, por conta da pandemia e com o aumento das compras online, é preciso entender como os shoppings estão se colocando diante desse novo modelo de consumo. “São desafios bem importantes para esse momento”, frisou.

O vice-presidente Institucional Grupo Multiplan, Vander Giordano, iniciou o debate e fez uma breve retrospectiva sobre a situação do setor desde o início do ano, comentando que o primeiro trimestre foi positivo, mas, a partir dos primeiros decretos de restrição das atividades, começaram os desafios. Segundo ele, o Grupo Multiplan ofereceu descontos de aluguéis e condomínios para amenizar os prejuízos.

Conforme Giordano, a partir da retomada das atividades nos shoppings, foram feitos investimentos robustos de todos os grupos. "EPIs, dispensers de álcool em gel, campanhas de conscientização, regras de distanciamento, a tecnologia veio a ajudar. Nos estacionamentos trocamos o sistema de acionamento de botão para um sensor de aproximação", detalhou.

O vice-presidente de Operações do Grupo Iguatemi, Charles William Krell, afirmou que a dinâmica do mercado forçou uma "digitalização das alternativas". "Tudo ficou muito mais dinâmico até por um processo de necessidade do consumidor e também do lado da oferta, foi uma reviravolta dramática e foi mais rápido do que vinha ocorrendo", disse.

De acordo com Krell, a estratégia de multicanais para o consumidor e para a indústria veio para ficar. "Mesmo com a vacina, todos precisaremos continuar atentos para a simbiose saúde e atividade econômica, pois isso deve continuar mexendo nos hábitos do consumidor", ressaltou. O CEO do Grupo Masson, Luis Gustavo de Oliveira Maia, analisou o cenário do ponto de vista do varejo com base em indicadores como o índice de confiança dos consumidores.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895