Lojistas de Porto Alegre estão otimistas com a ampliação do horário de funcionamento

Lojistas de Porto Alegre estão otimistas com a ampliação do horário de funcionamento

Novo decreto amplia o horário de funcionamento dos shoppings, das 12h às 22h, e lojas de rua das 9h às 19h

Cláudio Isaías

Lojistas estão confiantes na retomada das vendas com a ampliação dos horários de funcionamento

publicidade

A ampliação do horário de funcionamento das lojas de rua, centros comerciais e shopping centers vai resultar em uma melhora significativa das vendas no varejo. A avaliação foi feita pelo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre (CDL POA), Irio Piva, ao explicar que os lojistas da cidade estão fazendo ações para recuperar os prejuízos causados pela pandemia da Covid-19.

Na quarta-feira, a prefeitura publicou o decreto 20.784, que amplia o horário de funcionamento dos shoppings, das 12h às 22h, e do comércio, da prestação de serviços e dos centros comerciais que podem atender das 9h às 19h, de segunda-feira a domingo. Antes do decreto, as lojas de rua e os centros comerciais funcionavam das 9h às 17h e os shoppings das 12h às 20h.

Segundo Piva, as lojas estão com promoções e queima de estoques, por isso, é o momento certo para os consumidores realizarem suas compras. "Promoções não faltam para agradar todos os gostos", ressaltou.

De acordo com o presidente da CDL POA, os lojistas defendem a retomada total das atividades na Capital. "Os empresários estão seguindo todas as medidas de proteção determinadas pelas autoridades de saúde". Conforme Piva, a liberação de atividades de lazer, como cinema, shows e eventos acaba por impactar, por exemplo, na venda de roupas e calçados.

Veja Também

Na manhã de sexta-feira, o tempo bom com sol, contribuiu para aumentar a circulação de pedestres no Centro de Porto Alegre. Muitas pessoas transitavam pelas ruas dos Andradas, Voluntários da Pátria, Doutor Flores e Otávio Rocha conferindo as ofertas e promoções. As chamadas grandes redes continuam a ser as preferidas do público como é o caso das lojas Renner, C&A, Colombo, Magazine Luiza e Marisa.

A presença de clientes no comércio do Centro Histórico se intensificou por conta dos decretos municipais que permitiram o acesso dos consumidores aos estabelecimentos desde que obedecidas as regras de segurança. O ponto positivo é que os clientes e os comerciantes têm respeitado as regras de segurança estabelecidas pela prefeitura como o uso de máscara e o distanciamento de um a dois metros colocados nas calçadas das lojas, bancos, lotéricas e farmácias.

O Sindilojas Porto Alegre salienta que segue sendo obrigatório o cumprimento dos protocolos de distanciamento, capacidade máxima e higienização para prevenção contra a Covid-19, como também para evitar que venham a ocorrer novamente medidas de restrição para o comércio da Capital.

O decreto da prefeitura determinou regras para o funcionamento das lojas de rua, shoppings center e centros comerciais. Os estabelecimentos devem funcionar com equipes reduzidas e com restrição ao número de clientes concomitantemente, como forma de controle da aglomeração de pessoas.

A lotação não poderá exceder a 50% da capacidade máxima prevista no alvará de funcionamento ou de proteção e prevenção contra incêndio Em função do aumento da circulação de pedestres no Centro Histórico, agentes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) realizam ações educativas para alertar sobre as medidas para impedir a pandemia.

As equipes orientam sobre o uso da máscara, a distância na fila na hora do embarque, da importância de realizar a higienização antes de entrar e depois de sair dos ônibus. Além disso, a Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP) contratou funcionários que realizam a limpeza interna nos ônibus durante o intervalo das viagens.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895