Para aquecer economia, Guedes quer liberar dinheiro de conta ativa do FGTS

Para aquecer economia, Guedes quer liberar dinheiro de conta ativa do FGTS

Ministro afirmou que medida será feita assim que reformas forem aprovadas

AE

Guedes afirmou que pretende adotar medida assim que as reformas saírem

publicidade

Com a economia brasileira estagnada, o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou os planos do governo de liberar saques de recursos de contas do PIS/Pasep e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), tanto ativas quanto inativas. "Vamos liberar os saques do PIS/Pasep e FGTS muito em breve, assim que saírem as reformas. Nas próximas três semanas, vamos anunciar muitas coisas", afirmou.

O governo já vinha estudando liberar os saques de PIS/Pasep e FGTS para aquecer a economia. O ministro disse que as "torneiras" de recursos não podem ser abertas sem mudanças fundamentais para evitar "voo de galinha". "Na hora que você faz as reformas e libera isso, é como se fosse uma chupeta de bateria, você dá a chupeta com a certeza que o carro vai andar", comparou.

• Crescimento do PIB depende de reformas e não de truques, diz Guedes

Segundo Guedes, o desenho para a liberação do PIS/Pasep está pronto, mas o governo decidiu analisar também a autorização de saques do FGTS, o que atrasou o processo. "Cada equipe está examinando isso, não batemos o martelo ainda", ressalvou.

Apesar do foco ser a reforma da Previdência, o ministro disse que outras medidas estão em andamento, como negociações internacionais e a reforma tributária. "Estamos a semanas de anunciar o maior acordo comercial recente", afirmou, em referência às negociações entre o Mercosul e a União Europeia. "A pauta será muito construtiva para frente e Brasil vai retomar o crescimento seguramente", completou. 


Técnica é usada no preparo do espetinho

Empreendedor aprimorou o negócio com pesquisas e cursos

Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895