Preços na porta de fábrica fecham 2020 com aumento de 19,40%

Preços na porta de fábrica fecham 2020 com aumento de 19,40%

Elevação foi a maior registrada desde 2014: IPP apura quanto custam as mercadorias antes do frete e dos impostos

R7

No último mês do ano, 17 das 24 atividades apresentaram variações positivas de preços

publicidade

Os preços da indústria fecharam o ano de 2020 com crescimento de 19,40%, a maior alta da série histórica iniciada em 2014. A variação é apurada pelo Índice de Preços ao Produtor (IPP), divulgado nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em dezembro, os chamados preços na porta de fábrica, apurados antes da entrada dos custos de frete e impostos, subiram 0,41%, na comparação com novembro.

No último mês do ano, 17 das 24 atividades apresentaram variações positivas de preços, contra 18 no mês anterior.

As quatro maiores variações ocorreram nos segmentos de refino de petróleo e produtos de álcool (5,41%), outros equipamentos de transporte (-3,01%), borracha e plástico (2,75%) e fumo (-2,38%). De novembro a outubro, o IPP registrou elevação de 1,38%.

No acumulado no ano, as variações chegaram a 16,10% em bens de capital (com influência de 1,20 ponto percentual no índice geral.), 24,41% em bens intermediários (13,05 p.p.) e 13,18% em bens de consumo (5,15 p.p.).

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895