Presidente da Fiat Chrysler reduz salário em 50% durante três meses por Covid-19
capa

Presidente da Fiat Chrysler reduz salário em 50% durante três meses por Covid-19

Integrantes do Conselho Executivo da empresa também terão remuneração reduzida

Por
AFP

Segundo presidente da Fiat Chrysler, medida é necessária para preservar saúde econômica da empresa

publicidade

O presidente da montadora Fiat Chrysler (FCA), Mike Manley, reduzirá seu salário em 50% durante três meses para "proteger a saúde financeira" do grupo perante a crise de Covid-19, anunciou em uma carta aos funcionários.

No texto, Manley afirma que os integrantes do Conselho Executivo reduzirão seus salários em 30% durante o período. "Proteger a saúde financeira da empresa é a responsabilidade de todos, começando naturalmente por mim e pela equipe de direção", disse Manley, cujo objetivo é "evitar uma redução do quadro de funcionários no segundo trimestre".

No ano passado, a remuneração total de Manley foi de 13,28 milhões de dólares, incluindo um salário base de 1,43 milhão de dólares, segundo o balanço anual do grupo. A FCA suspendeu a produção em todas as fábricas na Europa e Estados Unidos pela pandemia.

Como prevenir o contágio do novo coronavírus 

De acordo com recomendações do Ministério da Saúde, há pelo menos cinco medidas que ajudam na prevenção do contágio do novo coronavírus:

• lavar as mãos com água e sabão ou então usar álcool gel.

• cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir.

• evitar aglomerações se estiver doente.

• manter os ambientes bem ventilados.

• não compartilhar objetos pessoais.