Retomada terá como base diálogo político, educação e meio ambiente, diz Leite

Retomada terá como base diálogo político, educação e meio ambiente, diz Leite

Governador do RS lembrou que o Brasil perdeu confiança e credibilidade por conta do excesso de gastos públicos

AE

publicidade

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), afirmou há pouco, durante o Brazil Conference at Harvard & MIT, que a retomada do crescimento no Brasil precisará ter como base a política, principalmente com respeito à opinião do outro, educação e meio ambiente.

"No Rio Grande do Sul, temos muito orgulho de ter feito reformas previdenciária e administrativa mais profundas que em outros Estados. Mas temos orgulho principalmente de como fizemos, com amplo diálogo com os sindicatos e a oposição. Política é sobre cicatrizar feridas, e o Brasil precisa cicatrizar feridas neste momento", afirma Leite. 

O governo gaúcho lembra que o Brasil perdeu confiança e credibilidade por conta do excesso de gastos públicos, e para retomar esta confiança, vai ter que mostrar comprometimento com o equilíbrio fiscal, com privatizações e reformas.

Sobre educação, Leite afirma que o Brasil não está formando os jovens. "Temos um ensino muito fraco em matemática, que desenvolve o raciocínio lógico e é importante para a tecnologia, e também estamos muito mal em interpretação de textos".

O último ponto apontado por Leite é o meio ambiente. "Esse assunto é importante também para o desenvolvimento econômico, já que é uma preocupação de nossos principais parceiros internacionais". O governador do Rio Grande do Sul cita os últimos dados do Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE), que mostraram um desmatamento recorde da Amazônia em março.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895