Ritmo de cortes de empregos formais recuou pelo segundo mês seguido em junho

Ritmo de cortes de empregos formais recuou pelo segundo mês seguido em junho

Venâncio Aires e Santa Cruz do Sul estão entre as 10 cidades que mais abriram vagas no país

R7

Porto Alegre e mais quatro capitais fecharam uma em cada quatro vagas formais de emprego em 2020

publicidade

O ritmo de cortes de empregos formais recuou pelo segundo mês seguido em junho, mas, em 2020, a pandemia do novo coronavírus colaborou para eliminar mais de 1 milhão de empregos formais. Os dados foram divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, nesta terça-feira.

Porto Alegre, São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (BH) e Brasília (DF), líderes do ranking, cortaram 326,8 mil vagas entre janeiro e junho. O número representa 27% dos 1.198.363 postos de trabalho eliminados no ano, uma vez que houve 6.718.276 contratações e 7.916.639 demissões.

O resultado foi influenciado pelas medidas de isolamento social adotadas para conter a disseminação do coronavírus. Dentre as 10 cidades que mais fecharam vagas, nove são capitais. Por outro lado, pequenos municípios espalhados pelo Brasil tiveram saldo positivo e, portanto, criaram empregos em 2020. São os casos de Venâncio Aires, Parauapebas (PA) e Santa Cruz do Sul.

• Veja a lista de cidades que mais fecharam postos de trabalho no ano:

1º) São Paulo (SP): -126.052
2º) Rio de Janeiro (RJ): -112.136
3º) Belo Horizonte (MG): -39.398
4º) Brasília (DF): -25.835
5º) Porto Alegre (RS): -23.387
6º) Fortaleza (CE): -22.264
7º) Curitiba (PR): -22.262
8º) Salvador (BA): -21.242
9º) Recife (PE): -19.810
10º) Guarulhos (SP): -18.322

• Veja as cidades que mais criaram vagas em 2020:

1º) Venâncio Aires (RS): 3.778
2º) Parauapebas (PA): 3.141
3º) Santa Cruz do Sul (RS): 2.847
4º) Pontal (SP): 2.253
5º) Rio Verde (GO): 1.868
6º) Matelândia (PR): 1.822
7º) Chapecó (SC): 1.725
8º) São Francisco de Itabapoana (RJ): 1.605
9º) Goianésia (GO): 1.488
10º) Santa Rita do Passa Quatro (SP): 1.473


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895