Seis de cada dez brasileiros pretendem fazer compras na Black Friday, diz pesquisa

Seis de cada dez brasileiros pretendem fazer compras na Black Friday, diz pesquisa

Consumidores desejam comprar, em média, três produtos e gastar R$ 1.118 na data de promoções, apontam SPC e CNDL

R7

Pessoas estão mais interessadas em comprar roupas na Black Friday, conforme levantamento

publicidade

A Black Friday já caiu no gosto dos brasileiros e deve atrair a atenção de 57% dos brasileiros, que pretendem fazer comprar na próxima sexta-feira, data que marca o evento em todo o mundo. Os consumidores esperam encontrar descontos de 42% nos produtos ofertados, têm a intenção de adquirir até três produtos e gastar, em média, R$ 1.118. Os dados foram apresentados em uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisas.

De acordo com o levantamento, o interesse em comprar na Black Friday é motivado pela chance de comprar coisas que precisam a um preço mais baixo (70%). Outros 38% dos consumidores pretendem aproveitar o preço para antecipar as compras de Natal e 19% querem aproveitar as promoções, mesmo que não estejam precisando de nada no momento.

Por outro lado, 29% dos consumidores só pretendem adquirir algum produto se as ofertas realmente valerem a pena. Somente 14% não pretendem participar, principalmente porque estão sem dinheiro (29%), desempregados (21%) e acreditam que o momento econômico não é favorável (18%).

Os produtos mais desejados pelos consumidores são: roupas (38%), calçados (29%), eletrodomésticos (27%), celulares/smartphones (24%), e artigos para casa (24%).

Veja Também

Pesquisa prévia

O estudo mostra ainda que a população está atenta às promoções, uma vez que 88% afirmam que pretendem fazer pesquisa de preço antes de comprar na Black Friday.

Os entrevistados citam a pesquisa prévia como a melhor forma de confirmar se os preços estão realmente na promoção (55%) e escolher as lojas com os melhores preços (33%).

Os principais locais de pesquisa de preços citados são os sites das lojas que costumam comprar (55%), comparadores de preços (52%) e em sites de busca (43%).

Entre os consumidores que pretendem comprar na Black Friday, 75% dizem que estão evitando algum tipo de compra em outubro ou novembro para poder aproveitar a data.

O presidente da CNDL, José César da Costa, avalia que o consumidor está cada vez mais habituado à Black Friday e sabe que pesquisar os preços continua sendo fundamental para garantir boas compras. "Muitos já adotam estratégias para conseguir os melhores preços, utilizando mecanismos de notificação e alerta quando determinados produtos entram em promoção. O varejista sabe disso e deve investir em estratégias de divulgação das ofertas e em marketing para atrair os clientes”, afirma Costa.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895