Aulas na rede estadual voltam no dia 8 de março no Rio Grande do Sul

Aulas na rede estadual voltam no dia 8 de março no Rio Grande do Sul

Seduc anunciou que atividades escolares permanecerão com modelo híbrido

Correio do Povo

De acordo com a Seduc, o calendário letivo de 2021 também terá aulas aos sábados

publicidade

A Secretaria Estadual da Educação (Seduc) anunciou, nesta quinta-feira, que as aulas dos colégios estaduais terão início no dia 8 de março. De acordo com a pasta, as atividades escolares ainda continuarão com o modelo híbrido, presenciais e remotas, por meio da plataforma Google Sala de Aula. A previsão é que o calendário 2021 se encerre no dia 21 de dezembro. 

Segundo a pasta, o retorno do modelo híbrido irá ocorrer de forma escalonada. No dia 8, retornam os alunos dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º). No dia 11, retornam os estudantes dos Anos Finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano). Por último, no dia 15, retornam os alunos do Ensino Médio e Técnico.

O ano letivo de 2020 deverá ser encerrado no próximo dia 31 de janeiro.  

Conforme o secretário estadual da Educação, Faisal Karam, em função da pandemia, e de possíveis decretos de restrição de atividades que poderão ocorrer em determinados municípios, eventuais ajustes no calendário ao longo do ano não estão descartados. “Este é o nosso calendário inicial. Caso tenhamos que realizar ajustes pelo bem-estar dos estudantes e alunos, nós iremos analisar e ajustar conforme a necessidade”, detalhou.

De acordo com a Seduc, o calendário letivo de 2021 também terá aulas aos sábados e as férias de inverno acontecem entre os dias 28 de julho e 3 de agosto. 

Aulas remotas

Em 2021, as aulas remotas vão continuar sendo realizadas pela plataforma Google Sala de Aula. Segundo a Seduc, mais de 700 mil estudantes já ativaram as suas contas educacionais.  A iniciativa também prevê a distribuição de 50 mil Chromebooks para os docentes regentes de classe e coordenadores pedagógicos das 2,4 mil escolas da rede estadual  até o início das aulas. 

Os professores e alunos ainda terão à disposição ferramentas de incentivo à leitura, Árvore e Elefante Letrado, além de uma plataforma voltada para a matemática que será lançada nas próximas semanas.

A Seduc ainda informou que para ampliar o processo de capacitação dos professores, iniciado em 2020, será realizada mais uma edição do Letramento Digital. A formação tem o intuito de instrumentalizar os docentes para o uso das plataformas Google e outras ferramentas virtuais.

 

 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895