capa

Diretor de área responsável pelo Enem é exonerado

Francisco Vieira Garonce estava envolvido na quebra de protocolo de segurança do Encceja, em maio

Por
AE

publicidade

O diretor de Avaliação da Educação Básica, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Francisco Vieira Garonce, teve sua exoneração publicada nesta quarta-feira, no Diário Oficial. A área é responsável, entre outras avaliações, pela elaboração do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A exoneração de Garonce estava prevista desde 21 de maio, quando foi descoberta a quebra de protocolo de segurança do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), que dá a oportunidade a jovens e adultos que não concluíram o ensino fundamental e médio conseguirem certificado escolar. A exoneração tem data retroativa a 22 de maio.

Oficialmente, o Inep diz que a saída de Garonce faz parte da troca natural de diretores e coordenadores após a chegada do novo presidente, Alexandre Lopes, que assumiu o comando do instituto em 17 de maio - após Elmer Coelho Vicenzi, pedir demissão da presidência. Garonce estava no cargo desde o final de abril, após ser indicado por Vicenzi. Ambos atuavam no Denatran antes de assumir cargos no Inep.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo apurou, Garonce teria sido um dos envolvidos na quebra de protocolo de segurança do Encceja. Em maio, quando as provas saíram de Brasília para a impressão em uma gráfica em São Paulo, o servidor encarregado de acompanhar a mídia digital que continha o exame esqueceu-se da senha para acessá-la.

Na ocasião, o servidor ligou para a sede do Inep e teve a senha repassada por telefone, violando o protocolo que garante o sigilo das provas. O procedimento correto seria salvar a avaliação novamente em outra mídia digital, criar uma nova senha e reenviar à gráfica. Apesar da falha, o Ministério da Educação diz ter garantido a realização do exame com segurança. A prova está marcada para o dia 25 de agosto de 2019.