Escolas têm número reduzido de estudantes no segundo dia de Enem em Porto Alegre
capa

Escolas têm número reduzido de estudantes no segundo dia de Enem em Porto Alegre

Gabarito oficial será divulgado na próxima quarta-feira

Por
Correio do Povo

Segundo dia de provas do Enem neste domingo

publicidade

O segundo e último dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é realizado neste domingo com aplicação das provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e de Matemática e suas Tecnologias, com 90 questões de múltipla escolha. O gabarito oficial será divulgado na próxima quarta-feira, dia 13. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas e Estudo Educacionais (Inep), órgão responsável pela aplicação do exame, o resultado final com a liberação das notas está previsto para janeiro de 2020. Os portões abriram pontualmente às 12h e fecharam depois às 13h, sendo que as provas começaram às 13h30min com prazo de término às 18h30min, ou seja, meia hora a menos do que no primeiro dia.

Cerca de 5,1 milhões de candidatos estavam inscritos em todo o país, mas em torno de 3,9 milhões haviam comparecido na primeira etapa. O número representou um índice de abstenção em torno de de 23%. Nesta segunda fase, o número de candidatos pode ter caído ainda mais, pois muitos desistiram após avaliarem o desempenho do primeiro dia.

Em Porto Alegre, por exemplo, Escola Técnica Estadual Parobé, na avenida Loureiro da Silva, 945, o número de candidatos concentrados na calçada, antes da abertura do portão, estava visivelmente reduzido para menos da metade em comparação ao domingo anterior. Não houve retardatários.

Entrevistados pela reportagem do Correio do Povo no primeiro dia, Davi Neves Martins, 18 anos, e Isabeli Moreira Miranda, 18 anos, estavam novamente prontos para a segunda etapa do Enem. Com o sonho de cursar Teatro, Davi disse que conferiu por cima o gabarito da primeira etapa. “Agora nem vou corrigir. Vou esperar para pegar o resultado final”, afirmou. “Espero que dê tudo certo”, resumiu, manifestando confiança. Já Isabeli, que pretende fazer Fisioterapia, não quis verificar o desempenho dela da primeira fase para não atrapalhar o segundo e último dia de provas. “Preferi não ver”, justificou, acrescentando que preparou-se ao longo da semana para o novo desafio. “Fiz aulão do cursinho”, observou, frisando que responderia as questões mais fáceis antes. “Para não perder tempo em uma difícil”, explicou.

Para Lucas Ziolkowski, 19 anos, que está no terceiro Enem, a meta é o curso de Engenharia Civil. No primeiro exame que fez, ele disse que serviu como treino pois ainda estava no ensino médio. Já no ano passado não conseguiu passar, mas “cheguei perto”. Na opinião dele, não se pode desistir nunca. “Este ano estou melhor. Achei mais tranquila as provas”, avaliou, confirmando que optou por não conferir também o gabarito do primeiro dia de provas para não se desmotivar. Por sua vez, Laura Rodrigues de Rodrigues, 19 anos, já cursa Direito e fez agora pela segunda vez o Enem. “De certa forma estou mais tranquila”, admitiu. “Pretendo ficar até o fim da prova mesmo ficando mais de quatro horas sentada”, garantiu.