Estudantes da Ufrgs protestam contra nomeação de Carlos Bulhões

Estudantes da Ufrgs protestam contra nomeação de Carlos Bulhões

Professor foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para ser o novo reitor nos próximos quatro anos

Correio do Povo e Rádio Guaíba

Protesto foi convocado pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) e ocorre em frente à reitoria

publicidade

Com informações da repórter Ana Aguiar 

Os estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) se reuniram, no início da tarde desta quinta-feira, para protestar contra a nomeação do professor Carlos Bulhões como novo reitor da instituição. O ato foi convocado pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) e ocorre em frente à reitoria. 

Nessa quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro nomeou o professor como novo reitor da UFRGS para os próximos anos. A decisão foi publicada ontem no Diário Oficial da União (DOU). Bulhões integrava a lista tríplice de candidatos a reitor da universidade, onde era o terceiro colocado, que foi enviada ao Ministério da Educação. Os estudantes acreditam que esta indicação presidencial é "uma intervenção política" na Ufrgs e um retrocesso já que o professor "não conta com o apoio da comunidade acadêmica". 

Foto: Alina Souza 

A consulta à comunidade acadêmica para a reitoria na Gestão 2020/2024 foi realizada no dia 14 de julho, onde os atuais reitor e vice-reitora da Ufrgs, Rui Oppermann e Jane Tutikian, venceram o pleito. Em segundo lugar, ficou a chapa de Karla Maria Müller e Cláudia Wasserman. Já Carlos André Bulhões e Patrícia Helena Lucas Pranke ficaram na terceira posição na consulta. 

Bulhões, que atua na universidade, deverá tomar posse no cargo em 21 de setembro. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895