Noite na Biblioteca reforça interesse pela leitura em escola de Porto Alegre
capa

Noite na Biblioteca reforça interesse pela leitura em escola de Porto Alegre

Alunos do Colégio Santa Inês entraram para oficinas às 20h30min e seguiriam até de manhã

Por
Eduardo Amaral

Atividades lúdicas aumentam interesse das crianças

publicidade

Uma experiência de imersão literária durante a noite, essa é a proposta da Noite na Biblioteca, que chegou a sua 12ª edição nesta sexta-feira, no Colégio Santa Inês. A atividade voltada aos alunos do 5º ano, reuniu cerca de 70 crianças entre 10 e 11 anos, que passaram a noite dentro da biblioteca da escola. Durante todo o turno, os estudantes participaram de três oficinas: Literatura em Língua Inglesa, Oficina Criativa de Teatro e Sensibilização Artística. 

O relógio marcava 20h30min quando as crianças entraram no pátio da escola. Durante toda a noite participaram de diversas atividades lúdicas relacionadas à leitura e à arte, além das oficinas. A proposta é que as crianças despertem ainda mais o interesse pela literatura, e se tornou tradicional, como explica a coordenadora pedagógica do ensino fundamental, Viviane Netoux. “É um evento  esperado pelas crianças desde de que elas ingressam.”

De acordo com ela, o interesse pela leitura cresce muito depois que os estudantes participam da Noite na Biblioteca. “São feitos acompanhamentos de indicadores de aprendizagem, e já comprovamos que aumenta muito, tanto por prazer quanto por estudo.”

Viviane defende que atividades como esta auxiliam muito no crescimento educacional dos alunos. “São múltiplas linguagens, a ideia dessas três oficinas é poder unir todas  e, através dessas vivências, eles têm um repertório maior para poder se comunicar com o mundo”, explica a coordenadora. A atividade é um complemento a uma política educacional que desde os primeiros anos incentiva a leitura e a escrita.

Diretora da escola, Celassi Dalpiaz, entende que o incentivo à leitura é uma das responsabilidades do ambiente escolar para “apresentar às crianças esse mundo da literatura e com contato lúdico que se faça uma experiência de leitores e de poder viajar através dos livros. Entendo que essa esse é um papel Importante é de responsabilidade da escola junto com a família fazer se engajamento pra apresentar esse universo onde eles vão ter experiências que são marcantes que são únicas.” De acordo com ela, nesses 12 anos de Noite na Biblioteca, o evento precisou se adaptar para fazer o livro tão atrativo quanto as novas tecnologias.

“A gente tem um desafio diferente, não desconsideramos a tecnologia porque ela veio pra ficar e faz parte como instrumento. Porém nós damos um valor Importante ao livro físico e esse contato.” Para atrair os novos leitores e escritores a biblioteca foi remodelada, deixando de lado o tom escuro que marca esses espaços. Com cores vibrantes, o novo desenho é mais atrativo para as crianças que frequentam o espaço.