Pais reivindicam ensino remoto no Rio Grande do Sul

Pais reivindicam ensino remoto no Rio Grande do Sul

Grupo é contra volta presencial das aulas

Correio do Povo

publicidade

O Grupo Direito ao Ensino Não Presencial Durante a Pandemia entregou, na última semana, um requerimento à União Nacional de Dirigentes Municipais de Educação do RS (Undime), contendo argumentos contrários à reabertura de escolas no RS. No documento, os pais juntaram a nota pública da Sociedade Rio-Grandense de Infectologia, que aponta não ser aconselhável a presencialidade de aulas agora. O grupo pleiteia “que as prefeituras analisem, com muita cautela, o direito à vida, mantendo as escolas fechadas”. 

Além da Undime, o grupo esteve em contato com diversas autoridades, buscando uma modificação no calendário de retomada de aulas presenciais, neste momento da pandemia no RS, “visando manter escolas fechadas até que se tenha plena segurança sanitária e vacinação eficaz, proteção do direito à vida, redução consistente e estabilização do índice de contaminação pelo novo coronavírus, com consequente baixa definitiva de óbitos decorrentes do mesmo”, conforme explica a administradora e advogada Cassiana Lipp João.

Os pais também mantiveram contato com Ministério Público, Defensoria Pública, Famurs, Conselho Estadual de Educação; e participam das reuniões da Comissão de Educação da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul. 

 

 

 

 

 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895