Prefeitura de Porto Alegre projeta volta das aulas presenciais para 22 de fevereiro

Prefeitura de Porto Alegre projeta volta das aulas presenciais para 22 de fevereiro

Calendário Escolar de 2021 foi divulgado nesta terça-feira

Correio do Povo

Porto Alegre terá retorno das aulas presenciais em fevereiro

publicidade

O ano letivo de 2020 será encerrado até esta sexta-feira na rede municipal de ensino de Porto Alegre, com total aproveitamento das aulas remotas; e o Calendário Escolar de 2021 tem início previsto para o dia 22 de fevereiro. As informações foram fornecidas pela secretária municipal de Educação, Janaina Audino, em coletiva de imprensa on-line, realizada na tarde desta terça-feira. Além da data de início das aulas, foi estabelecido que as férias escolares ocorrerão de 11/1 a 9/2; que de 10 a 12/2 ocorrerá o planejamento e elaboração do Calendário; e que nos dias 18 e 19/2 haverá formação pedagógica.

De acordo com a secretária, não haverá mais a obrigatoriedade do cumprimento das 400h presenciais, referentes ao ano letivo de 2020, conforme estava previsto pela Portaria 167/2020, publicada em dezembro último. A medida, estabelecida ainda na gestão do ex-prefeito Nelson Marchezan Jr., preocupava direções de escolas da rede que temiam desencontros dos calendários escolares das redes municipal, estadual e privada. “A maioria das escolas conseguiu alcançar as 800 horas de forma remota, entendemos que precisamos validar estas horas e o trabalho que as escolas tiveram para atender os alunos através de diferentes meios”, garante, destacando que a validação das horas tem amparo legal.

Para Janaína, quanto mais cedo for encerrado o ano letivo de 2020, mais cedo será possível iniciar o Calendário deste ano e traçar soluções para os problemas da educação. “No dia 22/2 retomamos as aulas de forma presencial, com todos os cuidados, com prioridade aos alunos que não tiveram contato com a escola em 2020. Nossos técnicos ainda estão analisando em quantos dias conseguimos atender a todos os alunos no sistema de rodízio e neste primeiro momento precisamos fazer um esforço para buscar os alunos em potencial de abandono, que tiveram mais dificuldades de acessar as aulas remotas”, salientou. Segundo ela, a proposta é criar um calendário unificado para rede, com inclusão das Escolas de Educação Infantil Municipais. Já o calendário das escolas comunitárias ainda está sendo estudado e será anunciado o mais breve possível.

Veja Também

Escolas podem passar por reparos neste mês

Sobre as dificuldades estruturais das escolas para atender aos protocolos de distanciamento, a secretária apontou que é preciso extrapolar o espaço da sala de aula e utilizar espaços ao livre, por exemplo. “Estamos fazendo um estudo com técnicos da Secretaria para desenhar como poderão ser ministradas as aulas, considerando as medidas de distanciamento e considerando a estrutura física de cada instituição”, explicou, ressaltando que, ainda no mês de janeiro, há previsão de fazer pequenos reparos e manutenções nas escolas da rede.

A respeito da falta de funcionários de nutrição e limpeza, devido ao encerramento, em 15  de dezembro 12, do contrato com a empresa terceirizada que fornecia os serviços, a secretária informou que ainda estão buscando uma solução que deve ser divulgada nos próximos 30 dias. “Houve o encerramento deste contrato sem proposta de encaminhamento da gestão anterior, então esse é nosso próximo desafio, já que os terceirizados criam vínculos com a comunidade escolar e precisamos ter responsabilidade para que o terceirizado fique durante o ano letivo”.

Quanto aos desafios da educação, a secretária admite que haverá uma defasagem de aprendizagem, devido ao atual contexto. “A educação sofreu mundialmente com a pandemia, mas nossa equipe está fazendo um estudo das possíveis estratégias que possamos utilizar. Não podemos deixar a responsabilidade somente para nossos professores, que também precisaram se adequar ao ensino remoto do dia para noite, por isso vamos chamar as famílias que têm alunos afastados das escolas para esta discussão”, concluiu.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895