Rede municipal de Gravataí inicia ano letivo no dia 8 com sistema híbrido

Rede municipal de Gravataí inicia ano letivo no dia 8 com sistema híbrido

Alunos vão se revezar entre aulas presenciais e atividades domiciliares

Fernanda Bassôa

Algumas escolas ainda estão recebendo novas adequações físicas

publicidade

O retorno às atividades escolares no município de Gravataí - para toda a rede municipal de ensino - acontece a partir de 8 de fevereiro. O anúncio foi feito na semana passada, quando deu-se início a uma série de reuniões, seguidas de orientações, que visam a segurança sanitária dos profissionais da área da educação, bem como dos alunos e de suas famílias. 

De acordo com a prefeitura, neste primeiro momento as atividades acontecerão de forma híbrida, sistema em que os alunos vão se revezar entre aulas presenciais e atividades domiciliares, semanalmente. Planos de Contingência foram criados e também providenciada a compra de EPIs (equipamentos de proteção individual), assim como de álcool gel, tapetes sanitizantes e termômetros digitais. 

As medidas foram tomadas para que todos os procedimentos pedagógicos sejam realizados de forma segura e dentro de todos os protocolos de saúde, em decorrência da pandemia do novo coronavírus. 

“É nosso compromisso de governo ter uma volta às aulas segura, tanto para os alunos quanto para os profissionais da educação. Por isso, não medimos esforços para que todas as ações sanitárias necessárias sejam tomadas. Com recursos próprios, adquirimos uma série de equipamentos de proteção, como máscaras e álcool em gel. Mesmo com todo esse cuidado, o retorno das aulas presenciais não é obrigatório e a família pode optar por permanecer recebendo as atividades e as realizadas em ambiente domiciliar", destacou o prefeito Luiz Zaffalon. 

Algumas escolas ainda estão recebendo novas adequações físicas como novas pias para agilizar o ato de lavar as mãos, entre outras medidas. Gravataí conta com 75 escolas na rede do Município. Na sexta-feira, Zaffalon também anunciou o investimento de R$ 1,5 milhão, referente aos repasses para custeio e capital. Este valor também será utilizado para contribuir com as ações que ainda sejam necessárias para receber os alunos e professores com a qualidade e segurança que todos merecem. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895