Servidores da educação definem estado de greve em Porto Alegre

Servidores da educação definem estado de greve em Porto Alegre

Nova assembleia está marcada para o dia 3 de maio

Correio do Povo

Assembleia online reuniu 500 servidores

publicidade

Em assembleia geral online na noite desta quinta-feira, os servidores da educação do Simpa decidiram pelo estabelecimento do estado de greve da categoria. Uma nova assembleia foi marcada para a segunda-feira, 3 de maio. 

A assembleia contou com mais de 500 participantes, e debateu a mobilização dos professores diante das decisões do governo do Estado. Nesta semana, foram alterados os critérios do distanciamento social, definindo o retorno das aulas em meio à pandemia de Covid-19. 

A assessoria jurídica do Simpa informou que foi protocolada petição junto ao Tribunal de Justiça, com o objetivo de manter os efeitos da decisão que suspendeu as aulas presenciais em Porto Alegre, independentemente da cor da bandeira utilizada po governo do Estado.

Na avaliação do Simpa, não é possível retomar as aulas presenciais no atual cenário, em que a cidade enfrenta altos índices de contaminação, ocupação das UTIs e óbitos por Covid-19. A categoria defende " vacinação e total segurança sanitária nas instituições, como forma de proteger a saúde e a vida da comunidade escolar", finalizou, em nota.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895