Ufrgs: processo seletivo para o 2º semestre também vai usar notas de seleções anteriores

Ufrgs: processo seletivo para o 2º semestre também vai usar notas de seleções anteriores

Universidade vai adotar mesma medida que conduziu seleção para o primeiro semestre

Everton Calbar / Rádio Guaíba

Ufrgs lança edital para vestibular 2017

publicidade

A Comissão Permanente de Seleção (Coperse) e a Pró-Reitoria de Graduação decidiram, após ouvir a sugestão do Comitê Covid da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), manter o processo seletivo para ingresso no segundo semestre deste ano usando as notas de vestibulares anteriores ou do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A medida já havia sido adotada para o processo de seleção do primeiro semestre de 2021. 

Conforme a universidade, a previsão para uma possível aplicação do Concurso Vestibular de forma presencial está prejudicada devido à pandemia. Ainda segundo a Ufrgs, os candidatos poderão usar as notas das edições anteriores do Concurso Vestibular ou Enem dos anos de 2017 a 2020, permanecendo a reserva de 50% das vagas para o programa de ações afirmativas da universidade. Contudo, se o estudante optar pelas notas do exame, é necessário que os escores mínimos tenham sido de 450 em cada uma das provas objetivas e 500 na redação. 

A instituição também destaca que “os resultados dos processos serão ponderados para o curso pretendido, permanecendo apenas a melhor nota após o cálculo do índice de concorrência do candidato”. Não é possível mesclar notas entre concursos ou anos distintos, esclarece a universidade. 

Quem optar pelo curso de música também deve ser aprovado em uma prova prática, que pode ser realizada das seguintes formas: com a utilização de alguma aprovação – na mesma modalidade/habilitação, com o mesmo instrumento – nas edições do Concurso Vestibular de 2017 a 2020 ou com a realização da prova remota, que consiste no envio virtual de arquivo de vídeo, de acordo com as orientações a serem divulgadas na página Instituto de Artes. Os candidatos a esse curso podem indicar, na inscrição, uma segunda opção de ingresso em caso de reprovação na prova de habilitação específica. 

Ao todo, o processo seletivo de 2021/2 vai ofertar 1.418 vagas. Conforme o cronograma da instituição, as aulas terão início em 17 de dezembro de 2022. 

Inscrição

A taxa de inscrição custa R$ 40. Entretanto, no dia 30 de julho vai ser publicado um edital de solicitação de benefício, com objetivo de isentar a taxa para pessoas que tenham renda familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio nacional e tenham cursado ou estejam cursando até dezembro deste ano o Ensino Médio em escola da rede pública ou com bolsa integral na rede privada.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895