Agências da Caixa registram movimento tranquilo para saques em Porto Alegre

Agências da Caixa registram movimento tranquilo para saques em Porto Alegre

População enfrentou a chuva para garantir o auxílio emergencial e saque do FGTS

Cláudio Isaías

No Rio Grande do Sul, foram um total de 31 agências que abriram às 8h e fecharam às 12h

publicidade

O movimento nas agências da Caixa Econômica Federal em Porto Alegre foi tranquilo na manhã deste sábado para os saques do auxílio emergencial e do saque emergencial do FGTS pagos pelo governo federal. 

No Rio Grande do Sul, foram um total de 31 agências que abriram às 8h e fecharam às 12h. Deste total, quatro atenderam o público em Porto Alegre. No Brasil, a Caixa abriu mais de 770 agências para o pagamento do benefício em espécie. Em Porto Alegre, abriram as agências das avenidas Assis Brasil, João Antônio da Silveira e Bento Gonçalves e da rua dos Andradas. 

Na agência da Assis Brasil, na zona Norte da Capital, cerca de 40 pessoas enfrentaram a chuva para receber o dinheiro. O superintendente de Rede da Caixa, Ricardo Bier Troglio, informou que as pessoas nascidas entre janeiro e abril puderam realizar o saque em espécie do FGTS e os beneficiários nascidos de janeiro a setembro retiraram o dinheiro do auxílio emergencial, conforme calendário criado para evitar aglomerações nas agências e unidades lotéricas. Na fila, funcionários da Caixa informavam que todas as pessoas que procuraram as agências seriam atendidas. 

Segundo Troglio, quatro milhões de beneficiários nascidos em setembro estavam habilitados a realizar o saque do benefício nas máquinas de autoatendimento, nas unidades lotéricas e nos correspondentes Caixa Aqui, além de transferir valores para contas da Caixa ou de outros bancos, de acordo com o calendário de pagamentos. "O movimento foi tranquilo nas agências do Estado o que demonstra uma tendência de que os clientes estão usando o aplicativo Caixa Tem o que acabou por reduzir o atendimento presencial", ressaltou Troglio. 

Os ciclos de crédito em conta e saques em espécie seguem até dezembro para o pagamento das cinco parcelas definidas pelo governo Federal para o público do CadÚnico e para quem se cadastrou pelo App Caixa/auxílio emergencial ou pelo site. Na sexta-feira, o banco creditou os valores correspondentes ao auxílio emergencial na conta poupança Social Digital de 4,1 milhões de beneficiários nascidos em março e, na próxima quarta-feira, dia 9 de setembro, mais 3,9 milhões de pessoas com data de nascimento em abril receberão o crédito. O calendário de crédito em conta digital deste ciclo vai até o final de setembro. 

As pessoas nascidas em abril que tiveram o crédito do saque emergencial do FGTS e que não movimentaram a conta Poupança Social Digital ou que tinham saldo remanescente também puderam sacar o benefício em dinheiro ou transferir os valores no sábado. Na terça-feira, dia 8 de setembro, a Caixa vai creditar o saque emergencial do FGTS para os trabalhadores nascidos em outubro. 

Nessa etapa, o valor estará disponível para cerca de cinco milhões de pessoas, no valor aproximado de R$ 3,2 bilhões. O saque emergencial tem como objetivo o enfrentamento do estado de calamidade pública reconhecido pelo governo Federal em razão da pandemia da Covid-19. A previsão é que durante todo o calendário sejam pagos cerca de R$ 37,8 bilhões para aproximadamente 60 milhões de trabalhadores. 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895