Alemanha, Itália e Reino Unido confirmam casos da cepa Ômicron

Alemanha, Itália e Reino Unido confirmam casos da cepa Ômicron

Nova variante do coronavírus, identificada primeiro na África do Sul, é considerada de risco pela OMS

R7

Reino Unido tem casos da nova cepa da Covid-19

publicidade

Ao menos três países europeus confirmaram, neste sábado (27), casos de Covid-19 causados pela Ômicron, nova variante do coronavírus identificada primeiramente na África do Sul. O Reino Unido registrou dois casos, a Alemanha um e a Itália também um, todos de pessoas que voltaram de viagens ao sul do continente africano.

A nova cepa foi considerada "preocupante" pela OMS (Organização Mundial da Saúde) devido ao potencial para ser mais transmissível até mesmo que a Delta, cepa predominante no mundo.

Na Itália, o primeiro caso confirmado foi de uma pessoa procedente de Moçambique. Na Alemanha, a cepa foi encontrada em uma pessoa que retornou da África do Sul. Em nota, o governo do Reino Unido indicou que os infectados retornaram de viagem ao sul do continente africano. 

O secretário de Saúde e Assistência Social do Reino Unido, Sajid Javid, ressaltou que o país está fechando as fronteiras a viajantes de quatro países do sul da África a partir deste domingo (28), sendo eles Maláui, Moçambique, Zâmbia e Angola. Já estavam na lista vermelha britânica África do Sul, Botsuana, Lesoto, Essuatíni, Zimbábue e Namíbia.

A UKHSA (Agência de Segurança de Saúde do Reino Unido) está testando pessoas nas regiões onde os casos positivos foram detectados.

"Casos e contatos confirmados estão sendo acompanhados e solicitados a se isolarem e fazerem o teste conforme necessário", disse a agência por meio de nota.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895