Anvisa certifica fábricas de vacinas da Pfizer e Janssen

Anvisa certifica fábricas de vacinas da Pfizer e Janssen

Aprovação faz parte de processo exigido pela agência em qualquer pedido de registro de vacinas contra Covid-19

R7

Todas as quatro fábricas da Pfizer cumpriram os requisitos estabelecidos pela Anvisa

publicidade

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu na segunda-feira a Certificação de Boas Práticas de Fabricação às plantas de vacinas contra Covid-19 da Pfizer e da Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson. Essa documentação é necessária para o registro dos imunizantes desenvolvidos pelas duas empresas.

A vacina da Pfizer/BioNTech já está em uso emergencial em diversos países, como Estados Unidos, Canadá, Chile, México, Israel, Reino Unido e União Europeia. No entanto, a empresa não solicitou a autorização temporária para uso emergencial da vacina no Brasil após dificuldades em negociar com o Ministério da Saúde.

O objetivo agora é manter processo de registro pela via normal — uma vez aprovado, permitiria a comercialização dos imunizantes. No caso da Janssen, a vacina ainda está em fase 3 de testes no Brasil e em outros países.

A expectativa é que os primeiros resultados sejam divulgados em fevereiro, abrindo, então, caminho para um pedido de uso emergencial. O processo da Anvisa para conceder essa certificação verifica as fábricas que serão responsáveis por fornecer, eventualmente, as vacinas contra Covid-19 ao Brasil.

No caso da Pfizer/BioNTech, quatro empresas são responsáveis pela fabricação do insumo farmacêutico biológico. Todas elas cumpriram os requisitos estabelecidos pelo órgão regulador brasileiro.

Apenas uma das três fábricas fornecedoras da Janssen ainda precisa ser certificada, segundo a Anvisa.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895