Anvisa sugere medidas adicionais para contenção de novas variantes

Anvisa sugere medidas adicionais para contenção de novas variantes

Proposta aponta suspensão da entrada de trabalhadores de embarcações e plataformas vindos de países com variantes

R7

Ministério da Saúde já confirmou oito casos da variante indiana no Brasil

publicidade

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sugeriu, nesta sexta-feira, uma mudança na legislação que regulamenta medidas de contenção da Covid-19 em pontos de entrada do país. A proposta da agência é suspender uma exceção concedida à entrada de trabalhadores de embarcações e plataformas vindos de países com registro de novas variantes do coronavírus. 

Atualmente, esses profissionais podem ingressar no Brasil, tanto por via aérea ou marítima, desde que apresentem teste PCR negativo e nenhum sintoma da Covid-19 na Declaração de Saúde do Viajante (DSV).

De acordo com a proposta da Anvisa, os trabalhadores estrangeiros ficariam impedidos de entrar no país e os brasileiros, em viagem de retorno desses países, necessitam cumprir quarentena de 14 dias na cidade de desembarque. A agência informa que, nos próximos dias, deve enviar sugestão de locais de quarentena para casos suspeitos. 

A proposta será avaliada pelo grupo composto pela Casa Civil, Ministério da Justiça e Segurança Pública e Ministério da Saúde, responsável pelas medidas temporárias de restrição de entrada no país.

O Ministério da Saúde confirmou na noite dessa quinta-feira oito casos da variante indiana B.1.617 do coronavírus no Brasil. O mais recente é de Juiz de Fora, Minas Gerais, de um paciente que chegou da Índia de avião em São Paulo e foi de carro até a cidade mineira. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895