Anvisa suspende autorização de importação da vacina Covaxin

Anvisa suspende autorização de importação da vacina Covaxin

Decisão acontece após farmacêutica indiana informar que a Precisa não representa mais o fabricante do imunizante no pais

R7

Anvisa suspendeu a autorização excepcional e temporária para importação da vacina Covaxin

publicidade

A diretoria colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu suspender, nesta terça-feira, por precaução, a autorização excepcional e temporária de importação e distribuição da vacina contra a Covid-19 Covaxin, solicitada pelo Ministério da Saúde.

A decisão foi tomada após a agência ser comunicada pela empresa indiana Bharat Biotech que a Precisa Medicamentos, que importaria os imunizantes, não tem mais autorização para representar a farmacêutica fabricante da vacina Covaxin, no Brasil.

A medida vale até que sejam passadas novas informações que permitam concluir a segurança jurídica e técnica para a manutenção da deliberação que autorizou a importação, no dia 4 de junho.

De acordo com a Anvisa, os diretores também levaram em conta as notícias de que documentos ilegítimos podem ter sido juntados ao processo de importação. Isso, pode impactar as conclusões quanto aos aspectos de qualidade, segurança e eficácia da vacina a ser utilizada na população nacional.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895