Após primeira noite de blocos, Porto Alegre amanhece com lixo pelas ruas e freezer derrubado

Após primeira noite de blocos, Porto Alegre amanhece com lixo pelas ruas e freezer derrubado

Operação especial de limpeza da cidade conta com 12 garis por noite

Christian Bueller

Eletrodoméstico estava na praça Garibaldi

publicidade

Todo ano é a mesma coisa. As noites de Carnaval se desenrolam como serpentina, mas os locais onde a festa acontece costumam ficar de cheios de lixo. A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb) buscou, este ano, amenizar os problemas em Porto Alegre. Por meio do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), organizou uma operação especial de limpeza. A ideia é executar o serviço assim que os eventos terminem. Na manhã deste domingo, na Praça Garibaldi, onde ocorreu o primeiro dia de apresentação dos blocos, havia poucos resquícios dos foliões menos preocupados com o coletivo. Era possível ver garrafas de bebida alcoólica, inteiras ou quebradas, pela praça, mas o “grosso” do lixo foi retirado pela equipe da madrugada.

O que mais chamava a atenção era um freezer vazio derrubado, provavelmente utilizado na festa. “Até achei que estivesse mais suja a praça. Mas, não concordo com Carnaval, assim, perto de área residencial”, conta a moradora Maria do Carmo Dias, que, da sua casa na avenida Venâncio Aires, conseguia ouvir o som dos blocos. A pensionista Ester Medeiros caminhava pela praça com seu cachorro Billy, como faz todos a manhã. Quando escurece, no entanto, prefere evitar o local, principalmente nos dias de folia. “Além da sujeira, a gente sabe que tem o vandalismo. Não tem a ver com as pessoas que vem curtir de boa, mas todo lugar tem os marginais”, conta.

No total, são mobilizados 36 garis, dos quais, 12 para cada dia de festividade. Os garis executarão as tarefas de varrição, recolhimento de resíduos e lavagem das vias, com o auxílio de caminhão-coletor. Para apoiar a manutenção da limpeza durante as festividades, o DMLU disponibilizará 40 tonéis durante a passagem dos blocos na Praça Garibaldi. Os resíduos gerados durante as festividades serão encaminhados para o aterro sanitário de Minas do Leão. O DMLU também integra a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams).

“A força-tarefa tem o objetivo de conservar as ruas limpas, especialmente para propiciar um maior conforto aos moradores após as festividades. Por isso, também contamos com o apoio dos foliões na preservação dos espaços públicos. Levem suas próprias sacolinhas para carregar os resíduos e utilizem os tonéis e contêineres disponibilizados nas vias para o descarte correto do lixo”, diz o secretário municipal de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário. A ação, iniciada já na noite de sábado, termina dia 8 de março, no trecho 1 da Orla do Guaíba, ao fim do Carnaval de Rua da cidade.

 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895