Apesar de decisão da Justiça, SINEPE/RS orienta escolas da rede privada a retomarem aulas na segunda

Apesar de decisão da Justiça, SINEPE/RS orienta escolas da rede privada a retomarem aulas na segunda

Sindicato do Ensino Privado do Estado aponta que decreto assinado na sexta é valido

Correio do Povo

publicidade

O imbróglio sobre o retorno das aulas presenciais no Estado ganhou novo capítulo na noite deste domingo, quando o Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul (SINEPE/RS) emitiu uma nota orientando que as instituições da rede retomarem as atividades nesta segunda-feira (26/04). Na última sexta, o Piratini assinou decreto de cogestão na educação, permitindo que os municípios adotem medidas da bandeira vermelha, ainda que sejam classificados em bandeira preta. Entretanto, decisão da juíza Cristina Luísa Marques da Silva, nesta tarde, manteve suspensa a reabertura das escolas para a Educação Intantil e os dois primeiros anos do Ensino Médio.

Ainda assim, em comunicado, o SINEPE/RS aponta que o texto assinado pelo governador Eduardo Leite segue em vigência. "O que está acontecendo é um descaso com a educação e um desrespeito com as nossas crianças. Lamentamos que o Poder Judiciário esteja criando este ambiente de instabilidade e insegurança em nosso Estado", disse o presisdente do Sindicato, Bruno Eizerick.

Ele ainda aponto que os municípios que estão adotando o sistema de cogestão não podem se negar a abrir as escolas. "E reforçamos ainda, a necessidade de as instituições cumprirem todos os protocolos sanitários estabelecidos pela Secretaria Estadual de Saúde", finalizou.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895