Aumenta número de pacientes confirmados e com suspeita de Covid-19 nas UTIs

Aumenta número de pacientes confirmados e com suspeita de Covid-19 nas UTIs

Dos 780 leitos, 651 estão ocupados, sendo que 260 deles por pacientes confirmados ou com suspeita de infecção pelo novo coronavírus

Gabriel Guedes

Dos 780 leitos, 651 estão ocupados, sendo que 260 por confirmados ou com suspeita de Covid-19

publicidade

A semana começa com aumento na quantidade de pessoas com suspeita ou confirmação de infecção pela Covid-19 internadas nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de Porto Alegre. De sexta-feira até este domingo, pelo menos 10 pessoas contaminadas pelo novo coronavírus e outras quatro com suspeita baixaram nas unidades dos hospitais da cidade, com 242 e 18 pacientes, respectivamente.

Dos 780 leitos, 651 estão ocupados, sendo que 260 deles por pacientes confirmados ou com suspeita de Covid-19. O número corresponde a 39% da lotação, que estava em 85,88% na tarde deste domingo, considerando todos os hospitais da Capital.

Os dados do painel de monitoramento da Prefeitura de Porto Alegre indicam que apenas dois hospitais estão com suas UTIs lotadas, que são o Moinhos de Vento e o Santa Ana. No Hospital Nossa Senhora da Conceição, apesar dos 94,67% de ocupação, considerando os 75 leitos, a UTI dedicada à Covid-19, com 29 leitos, está com ocupação de 100%. Mas a instituição ainda não irá tomar qualquer medida restritiva.

Por outro lado, o Moinhos seguia com a emergência restrita à atendimento de pacientes com suspeita de Covid-19, com sintomas leves ou quadro de menor gravidade. A decisão foi tomada no dia 13, em função do aumento dos casos da doença registrados nas últimas semanas, corroborando com a lotação da UTI de 58 leitos.

Entretanto, a emergência seguirá atendendo pacientes graves e pessoas sem suspeita de coronavírus. A instituição irá emitir um novo posicionamento nesta segunda-feira, informando se vai seguir restringindo atendimento ou vai voltar a admitir novos pacientes de graves da Covid-19.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895