Aumento de casos de Covid-19 não impacta no movimento na Estação Rodoviária, em Porto Alegre

Aumento de casos de Covid-19 não impacta no movimento na Estação Rodoviária, em Porto Alegre

Janeiro costuma ser época favorável para viagens

Taís Teixeira

Procura por bilhetes para viagem segue na Estação Rodoviária

publicidade

Apesar da escalada no aumento do número de casos de Covid-19, devido ao alto poder de contaminação da variante ômicron, associada às aglomerações provocadas pelas festas de fim de ano, a movimentação na Estação Rodoviária de Porto Alegre, no Centro Histórico, não foi impactada.

Na manhã desta quarta-feira, os guichês para compra de passagem tinham filas pequenas. No corredor que leva ao embarque dos ônibus, o trânsito de pessoas era normal para um dia de semana. As lancherias tinham clientes. Nas áreas de embarque e desembarque, o movimento era contínuo, com ônibus que partiam e chegavam, alguns destinos levando mais passageiros, outros com menor lotação dos veículos.

O chefe de Operações da rodoviária, Jorge Rosa, comentou que em quase 15 dias de janeiro não deu para sentir a queda da movimentação, ainda mais nessa época em que costuma ser favorável para viajar. “Todos os horários que foram colocados para atender o público das festas de fim de ano e o verão permanecem disponíveis para o público”, disse. Rosa comparou o fluxo atual semelhante ao que se tinha antes da pandemia do coronavírus se estabelecer.

“O interesse das pessoas em viajar persiste, com as devidas proporções, depois das festas de fim de ano”, destacou. O gestor explicou que, diante desse cenário, as estimativas são feitas a curto prazo, conforme o momento epidemiológico vigente, que muda a todo momento. “Estamos acompanhando as determinações oficiais e iremos nos adequar ao que for apresentado”, comentou.

Próximos feriados 

Durante o Natal e Ano Novo, mais de 50 mil pessoas se deslocaram pela Rodoviária, movimento considerado muito bom. “Depois de quase dois anos foi muito satisfatório, pois teve momentos que a rodoviária estava vazia”, comemorou.

Os próximos picos de grande procura por passagens devem ser no feriado de 2 de fevereiro, de Nossa Senhora dos Navegantes, mas deve ser mais forte no Carnaval, de 28 de fevereiro a 1º de março. “Temos expectativa de que esses eventos mobilizem as pessoas a viajar, mas só vai se confirmar quando estiver mais próximo, conforme o andamento da situação da Covid-19”, ressaltou.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895