Avião com 2 milhões de doses de vacina da Índia chega ao Brasil

Avião com 2 milhões de doses de vacina da Índia chega ao Brasil

Secretaria Estadual de Saúde (SES) afirmou que ainda não possui a informação do volume de doses que será enviada ao RS

R7

Distribuição começará na tarde de sábado por meio do Programa Nacional de Imunizações

publicidade

Após uma semana de espera, os 2 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 da Oxford/AstraZeneca chegaram ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, às 17h24 desta sexta-feira. A carga vinda da Índia chegou em um voo comercial da companhia aérea Emirates.

Os ministros Eduardo Pazuello (Saúde), Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Fábio Faria (Comunicações), além do embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy, receberam o imunizante no aeroporto de Guarulhos.

Após os trâmites alfandegários, a carga segue em aeronave da empresa Azul ao aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, com pouso previsto para as 22h. A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, e Pazuello receberão as doses – que serão transportadas, com escolta da Polícia Federal, ao depósito de Bio-Manguinhos, da Fiocruz, que fará a rotulagem das ampolas.

As vacinas são produzidas pelo Instituto Serum, parceiro da AstraZeneca na Índia. A Fiocruz pagou R$ 54,9 milhões pelas doses.

A previsão da Fiocruz é de que as vacinas estejam rotuladas e prontas para distribuição em 24 horas. Segundo o Ministério da Saúde, a distribuição começará na tarde de sábado por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI), que irá repassá-las aos estados de acordo com a proporção populacional de cada território.

O número de doses da vacina que devem chegar ao Rio Grande do Sul é desconhecido até a tarde desta sexta-feira. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), a informação ainda não foi repassada à pasta. 

O país conta com as 6 milhões de unidades da CoronaVac, mais 4,8 milhões aprovadas nesta sexta-feira pela Anvisa, além das 2 milhões de vacinas de Oxford/AstraZeneca, importadas da Índia. Elas são suficientes para imunizar cerca de 6 milhões de pessoas, pois é necessária a aplicação de duas doses.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895