Avião com 63,6 mil doses de Coronavac chega ao Rio Grande do Sul

Avião com 63,6 mil doses de Coronavac chega ao Rio Grande do Sul

Desembarque ocorreu no início da manhã deste sábado, em Porto Alegre

Correio do Povo

Chegada das vacinas ocorreu no início da manhã deste sábado

publicidade

O governo do Rio Grande do Sul confirmou a chegada do avião com 63,6 mil doses da vacina Coronavac na manhã deste sábado. O desembarque ocorreu um pouco depois das 6h no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. A quantidade deverá ser inteiramente destinada à aplicação de segunda dose em pessoas que já estão com o prazo vencido. Em Porto Alegre, uma pequena quantidade foi disponibilizada e se esgotou ainda na quarta-feira.

As novas remessas de Coronavac vão começar a ser distribuídas a partir da manhã de segunda-feira. Segundo o governo estadual, as doses do imunizante, que serão destinadas para aplicação da segunda dose em vários municípios, estarão disponíveis para retirada na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi). 

Com a reserva, serão atendidos os vacinados com doses da 9ª e 10ª remessas, referentes a 7 de maio. De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (SES), Porto Alegre ficará com 11.030 doses do imunizante. Pela manhã, das 9h às 11h30, as cargas poderão ser retiradas pelas regionais de saúde e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Porto Alegre. 

À tarde, das 13h às 15h30, será a vez dos municípios da 1CRS atendidos diretamente pela Ceadi, que são Alvorada, Canoas, Esteio, Gravataí, Montenegro, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Taquara e Viamão.

Não guardar a vacina 

Nessa semana, a secretária da Saúde, Arita Bergmann, reforçou durante reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), com representação do Estado e dos municípios, que os gestores municipais não guardem vacinas da Coronavac em estoque, e utilize tudo que possuem para a aplicação da segunda dose em quem recebeu a primeira, há 28 dias ou mais. Também ressaltou que os municípios não devem, por conta própria, desobedecer a fila de grupos prioritários definida pelo Ministério da Saúde, passando outras pessoas à frente. 

Oxford/Astrazeneca

De acordo com Piratini, as 243,4 mil doses de vacinas Oxford/Astrazeneca que chegaram ao Estado na última quinta-feira foram reservadas, por determinação do Ministério da Saúde, para a segunda dose em pessoas que receberam a primeira aplicação das remessas de 25 de fevereiro e 22 e 26 de março. A segunda dose para esses grupos está prevista para ser aplicada a partir dos dias 21 de maio e 14 e 18 de junho.

"Quando chegar próximo ao vencimento da segunda dose, distribuiremos os quantitativos aos municípios para que possam atender 100% das D2 dessas três remessas", explicou Tani Ranieri, chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs).

Pfizer

Nesta segunda-feira, há previsão de chegada de um lote de 69.030 doses da vacina da Pfizer. Segundo o governo estadual, os imunizantes serão utilizados, novamente, apenas em Porto Alegre. A remessa fica na Capital por questões de logística e armazenamento, uma vez que devem ser conservadas congeladas em superfreezers que alcançam a temperatura de -80ºC. 

Ao chegarem, serão distribuídas aos postos de saúde para aplicação imediata de 35.837 doses. As 33.193 doses restantes deverão ser mantidas em superfreezers emprestados pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e pela Pontifícia Universidade Católica (PUCRS), até a próxima distribuição.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895