Avião que saiu dos radares na Rússia fez pouso de emergência, afirmam autoridades da Sibéria

Avião que saiu dos radares na Rússia fez pouso de emergência, afirmam autoridades da Sibéria

A companhia aérea regional siberiana Light Aviation deveria pousar na capital regional

AFP

Baliza de emergência da aeronave foi ativada, e uma busca está em andamento.

publicidade

Todos os passageiros e tripulantes do Avião Antonov AN-28, até então desaparecido na Sibéria, foram encontrados com vida as 18 pessoas pelas equipes de resgates, disse a jornalistas um representante do Ministério de Situações de Emergência da região. O avião fez um pouso forçado na região de Bakchar. A bordo estavam 14 passageiros, incluindo quatro crianças, e três tripulantes, fazendo a rota de Kedrovy a  Tomsk, a capital regional. Às 13h (horário de Moscou), a pasta recebeu informações de que um sinalizador de emergência foi ativado.

De acordo com o serviço de imprensa do Departamento de Investigação para Transporte da Sibéria Ocidental do Reino Unido, um processo criminal foi iniciado por violação das regras de segurança de tráfego e da operação de transporte aéreo.A aeronave da companhia aérea regional siberiana Light Aviation deveria pousar na capital regional, Tomsk, depois de sair de Kedrovy. 

"A aeronave desapareceu do radar no distrito de Bakcharsky. Seu farol localizador de emergência disparou. Há 17 pessoas a bordo, incluindo quatro crianças e três membros da tripulação", segundo uma fonte da agência TASS. Já a Interfax aponta que 13 pessoas viajavam. Um helicóptero Mil Mi-8 foi enviado para auxiliar.

No início deste mês, um avião AN-26 caiu na península russa de Kamchatka, no extremo-oriental do país. As cerca de 20 pessoas a bordo morreram. As aeronaves Antonov foram fabricadas durante a era soviética e, ainda hoje, são usadas para transporte civil e militar nos países que integravam a antiga União Soviética. Nos últimos anos, estiveram envolvidos em vários acidentes.

 

Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895